Passeando em Dublin: Killiney Hill Park

Nada como começar a semana com uma segunda-feira de Sol, depois de um final de semana inteirinho com Sol! Me inspira ate a escrever post novo 🙂 Se voce segue páginas e blogs da Irlanda deve ter percebido as pessoas postando várias fotos do Sol… sim, porque aqui quando ele aparece, temos que comemorar! Agora em Março tivemos alguns dias de Sol, outros de chuva, como no final de semana do St. Patrick’s Day. Mas dias 25 e 26 me marcaram como o primeiro final de semana ”quente” de 2017! O inverno acabou e embora ainda tenhamos alguns dias frios pela frente, a primavera chegou e já dá aquele animo e a esperança de pegar um pouco de vitamina D.

Como eu já tinha visto a previsao do tempo de que ia fazer 13 a 16 graus esse fim de semana, nao queria ficar em casa! Mas no sábado fizemos apenas um pique-nique improvisado no parque perto de casa, e no domingo me programei para ir pra Bray, queria fazer a trilha (que já tinha feito ano passado), mas já no caminho vimos que o transito pra lá estava meio lento, obviamente todo mundo teve a mesma idéia! Entao mudamos a rota e fomos para Killiney Hill, um morro que eu queria visitar faz tempo, que vem uma vista linda do mar (e de quebra queimaria umas calorias)!

Killiney Hill é um morro na parte Sul de Dublin com 153 metros de altura. Lá de cima podemos ver: Dublin, o mar irlandes (Irish Sea), montanhas do País de Gales (quando o céu esta limpo), Wicklow Mountais e o píer de Dun Laoghaire.

O lugar se chama Killiney Hill Park e sao dois morros um ao lado do outro, um mais baixo, o Dalkey Hill, e um mais alto, o Killiney Hill (onde está o obelisco). Vou contar por onde andamos a partir do estacionamento. Subimos primeiro o Dalkey Hill. Ao lado do estacionamento tem um playground, e mais ou menos dessa parte voce pode comecar o caminho, mas pode ir para a direita (apos o estacionamento) seguindo o caminho de calçada ou pode pegar o da esquerda (antes do estacionamento) que vai subindo pela parte mais baixa, foi esse que pegamos. Tem várias árvores e alguns degraus. 2 minutos de subida e voce já tem uma vista do mar! Em 5 minutos já chega lá em cima, dá pra ver a praia também.

IMG_20170326_143504756

IMG_20170326_144451747

IMG_20170326_144131739_BURST000_COVER_TOP

IMG_20170326_144812008_HDR

Mas ali do alto, olhando para a direita, vemos o outro morro, Killiney Hill, mais alto, e o obelisco. Fomos andando até lá, atravessamos uma parte de floresta e logo vimos uma placa com o mapa do lugar e mais degraus para subir.

IMG_20170326_145441542

Lá em cima, tem bastante espaço gramado pra descansar, fazer um pique-nique, tirar uma soneca no Sol! Tinha muitas famílias, cachorros, idosos e crianças, entao garanto que a subida é bem tranquila. Também tem um café caso voce queira parar pra comer!

IMG_20170326_152620907_HDR

IMG_20170326_151844739

IMG_20170326_152234321_HDR

IMG_20170326_153640256_HDR

IMG_20170326_152034332

IMG_20170326_153458780

IMG_20170326_153725251

Como chegar: saindo do centro de Dublin, dá pra pegar o Dart e descer nas estaçoes Dalkey ou Killiney, e dali andar alguns minutos até os morros. Tem várias entradas ao redor entao nao precisa se preocupar de estar no lado certo do morro. Entrada principal para carros: Burton Road. Entradas para pedestres: Ardburgh Road, Killiney Hill Road, Torca Road, Victoria Road/Killiney Hill Junction.

E depois do passeio, queríamos comer mas nao achamos nenhum lugar bacana com preço bom em Killiney village, entao só demos uma voltinha por ali e voltamos pra casa!

IMG_20170326_160933091_HDR

IMG_20170326_161240797

Carnaval 2017

O carnaval esse ano em Dublin foi agitado! Essa semana teve até show do É o Tchan (confesso que eu fiquei com vontade de ir, relembrar os velhos tempos da quarta série dançando com os vizinhos nas festinhas de criança! haha)

Dia 26 de fevereiro teve a festa no Dtwo, já pela quinta vez. Eu fui e levei meu namorado (ele gostou da roda de samba!) mas fiquei apenas umas duas horas, nao deu pra ver todas as atracoes da festa. Teve várias bandas, barracas de comida (churrasco e doces) e concurso de Miss Carnaval. Claro que eu comi churrasco, mandioca frita e brigadeiro. Amo eventos brasileiros especialmente pelo comida!

O lugar estava bem cheio! Acho que em breve eles vao ter que achar um lugar maior, a festa está cada vez mais popular. Se voce gosta de carnaval e estará na Irlanda ano que vem, fique de olho na Real Events e Dtwo para nao perder a festa!

Leisureplex – boliche, sinuca, games etc!

Ontem fui pela primeira vez jogar boliche em Dublin, com o pessoal do trabalho. E o local escolhido foi o Leisureplex Stillorgan, que também tem sinuca, jogos arcade, aquelas maquinas de ”ganhar” dinheiro ou bichinhos de pelucia, air hockey etc.

Foi bem divertido, com certeza quero voltar, e descobri que tem um perto da minha casa!

Eles tem varios endereços: Blanchardstown, Coolock, Stillorgan, Tallaght e em Cork. Abrem todos os dias e voce pode ver os preços aqui: http://leisureplex.ie/pricing/ A entrada é gratuita, e la dentro voce escolhe os jogos que quer. Nas maquinas, é so colocar moedas. Tem lanchonete e vende cerveja 🙂

Caso esteja indo em grupo, é melhor reservar. Fomos numa quarta as 20:00, estava um pouco vazio, mas é legal que da pra voce se divertir tranquilo com os amigos e nao tem que ficar esperando para jogar!

Homestay e Airbnb + desconto!

Quem acompanha o blog sabe que eu me mudei (de novo) em fevereiro. No apartamento tem um quarto single vago, coloquei ele no Airbnb e no Homestay, como vaga temporaria e tem sido uma experiencia bacana! Voce pode usar esses sites para anunciar uma vaga na sua casa ou para reservar sua estadia em qualquer cidade! Muito mais confortavel que hostel e mais barato que hotel. Veja os descontos que voce pode ganhar no final do post!

Continuar lendo

Sorteio: The 1916 Commemorative Walking Tour With Pat Liddy

Olá pessoas! Pra quem nao sabe nesse domingo de Pascoa, dia 27 de março, a Irlanda comemorou 100 anos da Easter Rising, uma revoluçao que, apesar de ter fracassado, foi importante para a independencia da Irlanda alguns anos depois.

No final de semana, a cidade ficou cheia de comemoracoes. A principal delas foi um desfile no centro da cidade, indo do St Stephen’s Green Park até a Bolton Street. O Presidente da Irlanda assistiu a tudo na O’Connell Street, junto com outras autoridades (e pessoas que compraram o ticket) em frente ao GPO (General Post Office, os correios) que foi um dos lugares importantes na revolucao. O Guia Irlanda fez um resuminho legal sobre o que aconteceu!

Eu assisti ao desfile no centro e foi legal ver a cidade comemorando, o desfile em si foi meio repetitivo, mas enfim, nao tinha como deixar a data passar em branco. Nos teloes dava pra ver imagens aereas de Dublin – milhares de pessoas nas ruas assistindo ao desfile dos soldados, tanques, bandeiras, armas, e no céu avioes sobrevoando a cidade espalhando as cores branca, verde e laranja!

easter rising parade dublin

Continuar lendo

Serviços brasileiros em Dublin

Por mais que a gente sinta falta de algumas coisinhas do Brasil, acho que dá pra encontrar quase tudo por aqui. Lojinha brasileira é o que não falta: tem mercadinhos, salão, academia de jiu-jitsu, empresa de tours, gente que apesar de não ter empresa, anuncia seus produtos ou serviços diariamente pelo Facebook.

Nesse post vou listar os produtos/serviços/vendedores com quem já comprei e posso opinar – vou atualizar sempre que experimentar algo novo. Se voce tem algum produto ou serviço brasileiro pra oferecer e quer aparecer aqui, entre em contato!

Depilação

Como a depiladora que me atendia voltou para o Brasil, tive que arrumar outra e sempre vi a Jussiane sendo bem recomendada. Resolvi testar e agora recomendo tambem! Ela atende bem no centro.

End: 60A Capel Street, em cima de um mercadinho brasileiro.

Cabeleireira

Já cortei o cabelo e fiz escova com a Jeniffer Ferraz e selagem com a Jadza. Ultimamente tenho ido ao Lovely Touch, que tem um ótimo atendimento e um precinho camarada também!

Mercado

Existem varios mercadinhos brasileiros onde voce vai encontrar tapioca, polvilho, feijão, guaraná, polpa congelada de frutas, carne, farofa etc. Eu não compro muito nelas, mas quando vou, é quase sempre na Real Brasil, a menina que trabalha lá é uma fofa. End: 6 Capel Street.

Tem outro tambem na mesma rua, que vende cozinha, bolo de pote e churros, alem dos produtos normais. Os preços sao mais ou menos os mesmos. End: 60 Capel Street.

Restaurante

Aqui a coisa é mais complicada porque depende muito de gosto. Ainda sigo em busca da melhor feijoada, ja provei algumas meio sem graça, por enquanto a melhor é a do Feijoadão – todo sábado no The Mezz, no Temple Bar (mas chegue cedo, eles começam as 12h). Pra comida do dia a dia (feijão, bife, frango etc) as vezes vou no D-One, na Capel Street, mas da ultima vez que fui a comida estava meio sem gosto. Também já fui ao Banana Grill, a comida estava boa. Nada vai ser igual a comida brasileira feita no Brasil, mas quando a saudade aperta, eu corro pra um restaurante!

Coxinha

AMO coxinha e a melhor (gosto+preço) na minha opiniao é a da escola SEDA. Passo la de vez em quando so pra comprar. Uma outra muito boa é a feita pelo Salgados Dublin, custa €2 a coxinha + refrigerante. Tenho que me segurar porque se pudesse, comia todo dia! Agora eles tem enroladinho de salsicha também, mas esse ainda nao provei.

Bolo e docinhos

Para o aniversário de um amigo, encomendei o bolo com a Liliane da pagina Chocolicious, e estava ótimo! Ela também faz porçoes pequenas em marmitinhas caso voce nao queira um bolo inteiro. Já os docinhos, comprei brigadeiro e beijonho com a Aline da Benquisto Sweets, era pra presente e veio numa caixinha super fofa.

VIA-RESTAURANT-1

Churrasco

Em quase dois anos, comi churrasco pela primeira vez aqui. Foi no Bistro Brazil, que fica na Parnell Street. Custou 14,90 o rodízio. E as carnes estavam bem boas! No começo demorou um tempão pra passar carne, reclamamos e daí começou a vir direitinho. Farofa, arroz, feijão, maionese, salada, vinagrete etc! A variedade de carnes não era tão grande, mas tá aprovado!

Comida japonesa

Ainda não experimentei sushi e afins em nenhum restaurante tipicamente oriental aqui. Fui uma vez ao Zucconni, que voce paga 20€ e come a vontade, estava mutio bom!

Bebidas

No comércio você não consegue comprar álcool depois das 10 da noite. E brasileiro como é esperto monta um estoque em casa e sai entregando de bike! Existem várias pessoas que fazem isso mas até agora só comprei com uma pessoa, que esqueci o nome! Mas o telefone é 0899600965, ele entrega no mínimo 10 latas (deu 20e) e demorou mais ou menos uns 30 min pra chegar (mas ele ligou avisando que teve um problema com a bike e ia demorar um pouco).

Costureira

Só precisei usar duas vez, a primeira para apertar uma saia e um terninho, e fiz com a Isabel Fernandes, que super indico também. Outra vez precisei apertar um vestido, e a Paloma Brito foi uma fofa e super eficiente, foi me entregar o vestido no salao onde eu estava fazendo o cabelo, pois de lá já ia direto pra um casamento!

As 4 estações na Irlanda

Todo mundo que já pesquisou algo sobre a Irlanda sabe que aqui temos as 4 estações em um único dia. Pode amanhecer com Sol, meia-hora depois chover, ventar, sair o Sol de novo, esquentar, esfriar…

Mas pra mim foi lindo realmente notar essa diferença entre estações, porque no Brasil, ou é frio ou calor (quando eu morava no MS), e em RO, pior ainda, porque é calor o ano inteiro, a diferença é que na metade do ano chove muito e na outra metade não chove.

As estações seguem o calendário Gaélico, baseado na luz do Sol, ficando assim

  • Spring (“Earrach”) – February, March, April (Feabhra, Márta, Aibreán)
  • Summer (“Samhradh”) – May, June, July (Bealtaine, Meitheamh, Iúil)
  • Autumn (“Fómhar” Harvest) – August, September, October (Lúnasa, Meán Fómhair, Deireadh Fómhair)
  • Winter (“Geimhreadh”) – November, December, January (Samhain, Nollaig, Eanáir)

A cidade vai se transformando com o passar dos meses, e é linda de qualquer jeito! Quando cheguei, em março de 2014, estávamos no começo da primavera. Estava frio, chovia de vez em quando, mas as flores começaram a aparecer nas calçadas, nas janelas e nos parques. Muitos tipos diferentes de tulipas, grama verdinha, florezinhas amarelas e brancas que nascem na grama.

Depois veio o verão, com vários dias de Sol, até um calorzinho (17, 18 graus.. com 13 todo mundo já sai de short e camiseta na rua). Dá pra sair sem casaco (mas às vezes na sombra faz frio) e sem meia calça. Gente lotando os parques, deitados na grama. Os irlandeses tomam banho de mar… no ano passado não arrisquei, mas esse ano, num dia bem quente, vou pra alguma praia por aqui e pelo menos colocar as pernas na água!

verão na irlanda

Continuar lendo