Passeando pela Irlanda: Boyne Valley tour

Adorei quando o Carlos da Pick Me Up Tours publicou esse tour novo que ele estava pensando em fazer em fevereiro, entao claro que eu nao ia perder essa oportunidade. Eu ja tinha ido com ele para Wicklow & Glendalough e sei que os tours dele valem muito a pena, muito melhor do que essas empresas onde voce vai num onibus com mais 30 pessoas e nao tem tempo para nada, tudo é feito na correria.

Foi um passeio de um dia inteiro, o tempo estava mais ou menos: muito nublado, mas só de nao estar chovendo já era uma vitória nessa Irlanda. Mesmo assim, tirei bastante fotos.

Visitamos o Trim Castle, Newgrange e Hill of Tara.

Já tinha visitado o Trim Castle mas fui de novo mesmo assim, o ingresso é baratinho.

IMG_20170107_092520890_HDRIMG_20170107_112909338_HDRIMG_20170107_110635088_HDR

Perto do castelo, uns 20 min de caminhada seguindo o rio Boyne, tem as ruínas de uma igreja e um cemitério. Pode perguntar na portaria do castelo que eles te ensinam como chegar lá.

IMG_20170107_094251674_HDR

IMG_20170107_094821000_HDRIMG_20170107_095509053

Depois dali andamos na cidade de Trim (que é bem pequena) pra comprar lanches e continuar o passeio.

IMG_20170107_120137374

O ponto alto pra mim foi Newgrange, que é incrível!

IMG_20170107_150954123_HDRIMG_20170107_150902293_HDR

Newgrange é uma ”tumba de passagem” que tem mais de 5000 anos! A passagem (corredor estreito) tem 19 metros e leva até uma camara com 3 alcovas. A passagem e a camara estao alinhadas com o nascer do Sol no solstício de inverno.

Na recepçao voce compra o ticket (€7 adulto e €6 estudante) e eles vao te falar qual o horário do próximo tour. Porque a tumba fica longe entao em certos horários sai um mini-bus com um grupo. Nao lembro quanto tempo demorou isso tudo mas acho que a visita toda dura uma hora ou uma e meia.

Primeiro o guia para na frente da tumba explica a história dela (muitos detalhes nao se sabe e talvez nunca saibamos). O guia foi bem grosso quando um rapaz estava tirando foto dele! Depois ele dividiu o grupo em dois, porque o interior é bem pequeno, ficamos para o segundo grupo.

IMG_20170107_150832973_HDRIMG_20170107_153137905IMG_20170107_151836147_HDR

Olhando de fora o lugar parece ser enorme, mas o espaço lá dentro é bem pequeno e a entrada bem estreita. Uma das meninas no nosso grupo tinha claustrofobia entao ela ficou na recepçao, nem pagou o tour pra ver a tumba! E claro, lá dentro nao pode tirar foto. O guia apaga a luz e liga uma luz especial que simula a luz do Sol entrando pela entrada da tumba, o que acontece apenas nas manhas do solstício de inverno (18 a 23 de dezembro).

Para visitar a tumba nesses dias e ve-la iluminada totalmente pelo Sol, voce precisa se inscrever e ser sorteado (o sorteio acontece no fim de setembro).

Depois fomos para Hill of Tara, um dos maiores complexos de monumentos celtas em toda a Europa. Uma origem do nome Tara é ‘Teamhair’ – lugar de grande perspectiva. Em um dia de céu limpo dizem que dali da pra ver dá pra ver metade dos condados da Irlanda (nao tivemos essa sorte). Após o portao de entrada a primeira coisa que voce vai ver é uma estatua do St. Patricks, e depois uma igreja e um pequeno cemitério, que datam de 1822.

IMG_20170107_125131856_HDRIMG_20170107_125127209_HDR

A pedra da coroaçao chamada ”The Lia Fail” ou ”Stone of Destiny” (pedra do destino) desde os tempos pré-históricos, foi aqui que poderosos Reis Irlandeses tiveram seus banquetes inaugurais e foram aprovados pela ”deusa mae terra” Maeve.

IMG_20170107_125504966_HDR

E abaixo mais uma tumba de passagem, chamada ”Mount of the hostages” (Monte dos Reféns) e é o monumento mais antigo de Hill of Tara (2500 a.C.).

IMG_20170107_130014319

O último ponto era o Slane Castle, mas quando chegamos lá estava fechado. Também, a gente enrolou bastante nos outros lugares, lojinhas, cafés (ele fez o tour no nosso tempo e quando achamos uma loja fofa na entrada do Hill of Tara, demoramos um tempao lá olhando as coisas!)

No inverno é bom checar a previsao do tempo antes de ir, porque o Hill of Tara é um campo totalmente aberto enquando chove fica com muito barro. Mas nao priemos canico, que em marco/abril o tempo melhora! Summer is coming minha gente!

Entre em contato com o Carlos para reservar seu tour, e se quiser alterar o roteiro e colocar/tirar algum lugar, ele é bem flexível e pode organizar um tour perfeito pra voce e seus amigos ou família.

Passeando em Dublin: Killiney Hill Park

Nada como começar a semana com uma segunda-feira de Sol, depois de um final de semana inteirinho com Sol! Me inspira ate a escrever post novo 🙂 Se voce segue páginas e blogs da Irlanda deve ter percebido as pessoas postando várias fotos do Sol… sim, porque aqui quando ele aparece, temos que comemorar! Agora em Março tivemos alguns dias de Sol, outros de chuva, como no final de semana do St. Patrick’s Day. Mas dias 25 e 26 me marcaram como o primeiro final de semana ”quente” de 2017! O inverno acabou e embora ainda tenhamos alguns dias frios pela frente, a primavera chegou e já dá aquele animo e a esperança de pegar um pouco de vitamina D.

Como eu já tinha visto a previsao do tempo de que ia fazer 13 a 16 graus esse fim de semana, nao queria ficar em casa! Mas no sábado fizemos apenas um pique-nique improvisado no parque perto de casa, e no domingo me programei para ir pra Bray, queria fazer a trilha (que já tinha feito ano passado), mas já no caminho vimos que o transito pra lá estava meio lento, obviamente todo mundo teve a mesma idéia! Entao mudamos a rota e fomos para Killiney Hill, um morro que eu queria visitar faz tempo, que vem uma vista linda do mar (e de quebra queimaria umas calorias)!

Killiney Hill é um morro na parte Sul de Dublin com 153 metros de altura. Lá de cima podemos ver: Dublin, o mar irlandes (Irish Sea), montanhas do País de Gales (quando o céu esta limpo), Wicklow Mountais e o píer de Dun Laoghaire.

O lugar se chama Killiney Hill Park e sao dois morros um ao lado do outro, um mais baixo, o Dalkey Hill, e um mais alto, o Killiney Hill (onde está o obelisco). Vou contar por onde andamos a partir do estacionamento. Subimos primeiro o Dalkey Hill. Ao lado do estacionamento tem um playground, e mais ou menos dessa parte voce pode comecar o caminho, mas pode ir para a direita (apos o estacionamento) seguindo o caminho de calçada ou pode pegar o da esquerda (antes do estacionamento) que vai subindo pela parte mais baixa, foi esse que pegamos. Tem várias árvores e alguns degraus. 2 minutos de subida e voce já tem uma vista do mar! Em 5 minutos já chega lá em cima, dá pra ver a praia também.

IMG_20170326_143504756

IMG_20170326_144451747

IMG_20170326_144131739_BURST000_COVER_TOP

IMG_20170326_144812008_HDR

Mas ali do alto, olhando para a direita, vemos o outro morro, Killiney Hill, mais alto, e o obelisco. Fomos andando até lá, atravessamos uma parte de floresta e logo vimos uma placa com o mapa do lugar e mais degraus para subir.

IMG_20170326_145441542

Lá em cima, tem bastante espaço gramado pra descansar, fazer um pique-nique, tirar uma soneca no Sol! Tinha muitas famílias, cachorros, idosos e crianças, entao garanto que a subida é bem tranquila. Também tem um café caso voce queira parar pra comer!

IMG_20170326_152620907_HDR

IMG_20170326_151844739

IMG_20170326_152234321_HDR

IMG_20170326_153640256_HDR

IMG_20170326_152034332

IMG_20170326_153458780

IMG_20170326_153725251

Como chegar: saindo do centro de Dublin, dá pra pegar o Dart e descer nas estaçoes Dalkey ou Killiney, e dali andar alguns minutos até os morros. Tem várias entradas ao redor entao nao precisa se preocupar de estar no lado certo do morro. Entrada principal para carros: Burton Road. Entradas para pedestres: Ardburgh Road, Killiney Hill Road, Torca Road, Victoria Road/Killiney Hill Junction.

E depois do passeio, queríamos comer mas nao achamos nenhum lugar bacana com preço bom em Killiney village, entao só demos uma voltinha por ali e voltamos pra casa!

IMG_20170326_160933091_HDR

IMG_20170326_161240797

Achill Island e Keem Beach

Eu acho uma pena que a Irlanda seja rodeada de praias lindas mas isso seja um desperdício, já que a gente nao pode aproveitar (agua gelaaada mesmo no verao). No Brasil eu nunca morei perto de praia, entao um banho de mar era raridade, só nas férias e olhe lá. Aqui, basta pegar um onibus ou trem e em meia hora estamos na praia.

Nesse verao, eu fiquei obcecada em tentar entrar no mar pela primeira vez aqui na Irlanda. Fui pra Bray, Portmarnock, Bull Island, mas… nao rolou de molhar mais que os pés! Apesar de ter feito uns dias de calor, a água estava ainda muito fria. E num dos dias mais quentes, eu nao pude ir, entao acabou que mais um verao se passou e eu nao dei um mergulho aqui!

Mas enfim, mesmo sem entrar no mar, foi esse ano, no finalzinho de julho, que eu conheci a Keem Beach, uma das praias mais bonitas da Irlanda (pra mim foi a mais linda até hoje), que fica numa ilha, Achill Island.

mapa1

A ilha fica a umas 4h de carro de Dublin. Como eu ja estava no oeste mesmo, em Co. Mayo, estava bem perto. Fomos de manha, estava um pouco frio e nublado naquele final de semana. Assim que atravessamos a ponte e chegamos na ilha, o tempo estava péssimo! Nublado e chovendo. Mas logo comecou a melhorar.

dsc04052-2

Continuar lendo

Intercâmbio no interior da Irlanda: Galway, Cork, Limerick e Bray

A grande maioria de intercambistas vem estudar em Dublin, disso nao temos dúvidas! Mas porque? Se a concorrencia para achar trabalho e maior e o custo de vida é mais caro? Já pensou em estudar em outras cidades? No post de hoje vou deixar dicas de sites e blogs de pessoas que optaram por fugir da capital e estao morando (ou já moraram) em outras cidades.

Eu particularmente nao me importaria em morar numa cidade pequena no meio do nada! Escolhi Dublin mais pelo preço das escolas mesmo, porque no interior, em cidades como Galway e Cork, o aluguel é bem menor e voce nao gasta com transporte, mas as escolas sao bem mais caras. Mas eu gosto de Dublin, e acho que se me mudasse agora iria sentir falta.

Cork

Recomento o blog Próxima Curva, especialmente o post A realidade de um intercâmbio em Cork e esse sobre algumas escolas de inglês em Cork.

cork

Galway

Infelizmente achei apenas 1 blog de um casal que esta ainda morando em galway entao eles tem infos mais atualizadas: Vida a dois na Irlanda. O Um brasileiro em Galway já foi embora mas voce ainda pode achar algo útil nos posts mais antigos!

O Galway, Here I Come!, apesar do último post ter sido em maio (o intercambio dele já acabou), esse post tem algumas infos e links sobre a cidade.

Esse canal no Youtube é de uma agencia e tem varios videos sobre Galway e outras cidades (até Bundoran!!).

galway irlanda

Limerick

Conexão Limerick tem alguns posts bem úteis sobre estudar na cidade. Veja também este artigo do E-Dublin com as vantagens e desvantagens de estudar em Limerick.

Bray

Bem difícil achar posts sobre estudar em Bray, mas achei esse no blog Ta Na Europa com uma entrevista com uma menina que estudava lá ano passado.

Bray

Perdi/roubaram meu visto e passaporte na Irlanda, e agora?

Quem acompanha a página no Facebook deve ter visto que eu postei há um tempinho que minha bolsa tinha sido furtada, com meu PASSAPORTE e VISTO (GNIB card) dentro! Quis morrer! Imagina todo o trabalho que eu teria para conseguir os dois de novo, fora os €€€ que teria que gastar! Chorei muito e depois me acostumei com o fato.

imigracao-irlanda

A primeira coisa a fazer é reportar a Garda, e fazer tipo um B.O.. Essa foi a pior parte. Tive o azar de chegar la no dia seguinte, nervosa (afinal estava sem nenhum documento e triste porque eu teria que pagar €120 pelo passaporte e €300 pelo visto de novo) e pegar o policial mais sem paciencia tipo nao-quero-ter-trabalho do mundo. O cara nem me perguntou o que houve direito, pegou meu nome, saiu e voltou com um papel digitado que eu tinha perdido meus documentos. Meu nome estava escrito errado. E ele escreveu que eu tinha perdido a bolsa, e nao que tinha sido furtada, mas na hora eu estava tao nervosa que nem reparei, e tambem a data estava errada.

Umas duas horas depois, quando me acalmei um pouco, voltei la para pedir pra ele mudar e ele nao estava, e o próximo policial disse que nao poderia mudar e nao estava nem aí. Enfim, a história foi longa, muito estresse, tive que voltar lá mais duas vezes depois disso, falar com o sargento, e o meu namorado teve que ir comigo, até que eles me dessem um papel afirmando que tinha sido roubado.

Depois, pesquisei como tirar outro passaporte. Mas como ainda nao tinha dinheiro, esperei bem umas 2 semanas pra isso. Aqui no site da embaixada em Dublin tem o procedimento para passaporte roubado ou extraviado. Primeiro temos que preencher o formulário aqui e ao terminar (o form é bem longo), imprimir o RER (recibo de entrega de requerimento). Pegar uma foto 3×4 e anexar no RER impresso. Levar o B.O., original e cópia de um documento (RG, carteira de habilitacao ou de trabalho) e situacao eleitoral impressa, obtida no site do TSE. O valor é €120 e voce pode fazer um deposito na conta deles e levar o comprovante ou com cartao direto lá na Embaixada.

Quando fiz tudo isso, fui lá e entreguei os documentos e paguei. Detalhe: eu perdi meu RG, ou seja eu nao tinha documento oficial com foto pra provar que eu era eu! Entao a moça ja me avisou que meu passaporte viria com a validade de apenas 1 ano, ja que eu nao tinha apresentado nenhum documento. Prazo para entrega: geralmente é 15 dias, mas eles estavam com falta de material entao nao tinham nem previsao de quando ficaria pronto. Mas, para a minha surpresa, recebi o e-mail avisando que estava pronto apenas 1 semana depois! Mas o meu foi rápido (acho) porque foi tipo passaporte de emergencia.

Para fazer o RG, eles nao fazem aqui na embaixada, entao tive que enviar por correio uma foto 3×4 pra minha mae e ela vai tirar uma segunda via pra mim no Brasil, já que ela tem uma procuracao.

Agora eu tinha o passaporte (em branco… sem o visto da Irlanda). Tive que agendar um horario para ir na imigracao e solicitar o GNIB card (o visto de estudante) ja que precisamos dele para viajar e poder voltar pra Irlanda, e também para pegar o carimbo novamente no meu passaporte. Agendei em setembro para o dia 11/10 (o primeiro dia que achei disponível).

Fui la hoje (foto acima) e peguei o GNIB e o carimbo no passaporte, e o melhor, sem ter que pagar novamente pelo visto! Isso era o que mas me preocupava! Mesmo quando o GNIB é roubado e voce tem o B.O., eles podem te fazer pagar de novo, caso eles queiram. Mas, como o meu já vence em 30/12, nao me solicitaram nenhum pagamento.

Ufa! Enfim concluída uma etapa muito estressante desse intercambio! 🙂

No próximo post conto como foi ir na imigracao agora com o sistema novo de agendamento online.

Trabalho voluntário em Festivais em Dublin

O verao é a época em que mais acontecem festivais na Irlanda, devem ter centenas, para todos os gostos! Agora em Setembro, depois de trabalhar no Electric Picnic, o maior festival de música aqui na Irlanda, me empolguei e me inscrevi para trabalhar como voluntária em dois eventos aqui em Dublin e adorei a experiencia, vou detalhar cada um abaixo.

Eu ja tinha trabalhado em dois grandes festivais de teatro no Brasil, ao todo foram 8 ou 9 edicoes, entao tenho experiencia na áerea. Mas mesmo pra quem nao tem, é bem fácil participar!

14333741_1063443290429808_5095461242301942247_n

Culture Night

A Culture Night acontece todo ano na Irlanda, esse ano foi dia 16/09, uma sexta. Nesse dia, a partir das 5 da tarde, todos os museus, galerias e espaços culturais sao GRATUITOS. Fora isso, tem varias apresentacoes especiais, shows, ópera, tours etc. Atracoes famosas aqui como a Biblioteca da Trinity College, o Museu de Cera, e outros, sao totalmente gratis, mas as filas podem ser longas, entao é melhor escolher bem o que voce quer ver e chegar cedo.

Eles postaram no site/Facebook que precisavam de voluntários entao eu me inscrevi. Tinhamos que chegar la as 5 e o trabalho seria das 6 as 8 (no meu caso, mas outras pessoas tinham outras tarefas entao o tempo pode variar). Eu fui colocada no Dublin’s Gay History Tour, um walking tour pelo centro de Dublin, e eu tinha que auxiliar o guia e ficar com a lista de pessoas inscritas no tour. Quando o tour comeèou tinha apenas que ficar controlando o grupo, que era umas 50 pessoas, pra ninguem se perder. Acabamos as 19:45, devolvi o material e a camiseta e pude aproveitar o resto da noite, ja que ia ate as 11 pm!

As pessoas nos paravam a cada minuto pra perguntar onde ficava isso ou aquilo, as vezes eu sabia, mas claro que nao sabia tudo, tinha mais de 500 eventos acontecendo em Dublin naquela noite! 🙂

14370293_1063444517096352_244982000073835162_n

Blue Fire Street Fest

Esse foi muito divertido, apesar de mais cansativo por que era das 1 as 8 pm (o festival era das 2 as 8) em Smithfield. Tinha barracas de comida, dois palcos, tendas de workshops, tentas de brincadeiras e artesanato para crianças e adultos, street performances.

Minha funçao era ficar na Tent A e ajudar nos workshops (verificar se o professor estava no horario, se precisava de algum equipamento, distribuir panfletos) e ajudar no que mais eles precisassem. Tivemos que ajudar crianças a fazerem e customizarem seu próprio bambole, teve aula de Tai Chi, de Capoeira Fitness, Aula de Teatro para Crianças e Aula de Forró! Nas outras tendas teve outras atividades. De vez em quando eu dava uma volta pelo festival pra poder ver tudo.

14440898_1063443890429748_6106915740120443059_n

Esse grupo foi bem mais organizado com os voluntários, pois no local onde a gente se reunia e onde ficaram todos os equipamentos e material, tinha água, café e chá, frutas, salgadinhos e bolachas e a gente podia fazer um break sempre que precisasse.

14441215_1063443160429821_7966646359478412700_n

14355000_1063444133763057_5611509706388342990_n14355554_1063444250429712_1455976015424066105_n

Quer ser voluntário também? Olha a lista de eventos que precisa de gente:

Continuar lendo

Alguns hábitos dos irlandeses/europeus que achamos estranhos/nojentos/irritantes

Esses dias, num grupo do Facebook, todo mundo estava comentando sobre algumas atitudes que temos aqui que sao consideradas rudes, mas que pra gente é normal. Por exemplo, acenar para o garçom para chamá-lo. Voce deve apenas olhar para ele, e ele vai vir até a sua mesa assim que ele estiver livre (e com essa eu descobri que ja fui mal educada muitas vezes aqui). Outras sao relacionadas a língua, por exemplo, no Brasil, em portugues, a gente pede comida assim: ”eu quero/eu vou querer um x-salada” ou ”me ve um x-salada por favor”. Aqui, nunca peca nada com ”I want”, e sim sempre ”I would like” ou ”Can I have…?” e com um please no final, claro.

Hoje fiquei pensando… e o contrário? Quais os costumes dos irlandeses (ou europeus em geral) que para nos é estranho, rude ou falta de educacao? Perguntei no Facebook e algumas das respostas foram:

1. Assoar o nariz em qualquer lugar (e outros hábitos nojentos)

Assoar o nariz é uma coisa normal, nao seria tao ruim se eles nao fizessem isso A MESA, fazendo aquele barulhao, e nao importa se tem gente comendo! Eles nao vao ao baheiro ou saem de perto pra assoar o nariz. Ja presenciei muitas vezes. As meninas comentaram que é o mesmo com arrotar (a maioria fala ”excuse me” depois, pelo menos), cuspir na rua e… peidar! Fazem em qualquer lugar. Ja isso eu nunca reparei (ainda bem), mas o de assoar o nariz, sempre! Foi mencionado também ”nao dar descarga” e ”tirar caquinha do nariz e comer” mas me recuso a comentar sobre esse ultimo, como pode?? haha

2. O boy some

Voces trocam telefone, trocam mensagens, conversam, saem, se veem varias vezes, quando de repente… ele some! Do nada. Por varias semana/meses. E, em muitas das vezes, reaparece do nada tao de repende quanto tinha sumido, como se nada tivesse acontecido! Uma técnica de conquista ou sao só doidos mesmo?

3. Banho… limpeza… ?

Olha, eles nao sao o povo que mais ama banho no mundo. Tambem o conceito de limpeza (da casa) deles é bem diferente. Até lavam a louça diferente (fica toda mal enxaguada). A coisa se estende aos dentinhos tambem. Esses dias estava escovando os dentes depois do almoço e meu namorado falou ”isso é coisa de brasileiro, né? Tem um brasileiro no trabalho e ele sempre vai escovar os dentes depois do almoço!”. Ainda estou tentando ensinar uns bons costumes pra essa pessoa.

Teve varias outras sugestoes, mas esses foram os hábitos mais relatados. Pra nao dizer que estou reclamando, que a gente tambem faz isso etc, deixo também 4 habitos nao-nojentos:

1. Beber leite com comida ou sanduiches

2. Agradecer ao motorista toda vez que desce do onibus

3. Falar ”sorry” antes mesmo de esbarrar em voce na rua

4. Comer um sanduiche cujo recheio é BATATA CHIPS e achar que isso é almoço

chips

Viva as diferencas nao é mesmo? O jeito é se adaptar! Mas claro que esses hábitos nao dependem exclusivamente da cultura ou nacionalidade, gente de qualquer lugar pode agir assim.