Passeando em Dublin: Killiney Hill Park

Nada como começar a semana com uma segunda-feira de Sol, depois de um final de semana inteirinho com Sol! Me inspira ate a escrever post novo 🙂 Se voce segue páginas e blogs da Irlanda deve ter percebido as pessoas postando várias fotos do Sol… sim, porque aqui quando ele aparece, temos que comemorar! Agora em Março tivemos alguns dias de Sol, outros de chuva, como no final de semana do St. Patrick’s Day. Mas dias 25 e 26 me marcaram como o primeiro final de semana ”quente” de 2017! O inverno acabou e embora ainda tenhamos alguns dias frios pela frente, a primavera chegou e já dá aquele animo e a esperança de pegar um pouco de vitamina D.

Como eu já tinha visto a previsao do tempo de que ia fazer 13 a 16 graus esse fim de semana, nao queria ficar em casa! Mas no sábado fizemos apenas um pique-nique improvisado no parque perto de casa, e no domingo me programei para ir pra Bray, queria fazer a trilha (que já tinha feito ano passado), mas já no caminho vimos que o transito pra lá estava meio lento, obviamente todo mundo teve a mesma idéia! Entao mudamos a rota e fomos para Killiney Hill, um morro que eu queria visitar faz tempo, que vem uma vista linda do mar (e de quebra queimaria umas calorias)!

Killiney Hill é um morro na parte Sul de Dublin com 153 metros de altura. Lá de cima podemos ver: Dublin, o mar irlandes (Irish Sea), montanhas do País de Gales (quando o céu esta limpo), Wicklow Mountais e o píer de Dun Laoghaire.

O lugar se chama Killiney Hill Park e sao dois morros um ao lado do outro, um mais baixo, o Dalkey Hill, e um mais alto, o Killiney Hill (onde está o obelisco). Vou contar por onde andamos a partir do estacionamento. Subimos primeiro o Dalkey Hill. Ao lado do estacionamento tem um playground, e mais ou menos dessa parte voce pode comecar o caminho, mas pode ir para a direita (apos o estacionamento) seguindo o caminho de calçada ou pode pegar o da esquerda (antes do estacionamento) que vai subindo pela parte mais baixa, foi esse que pegamos. Tem várias árvores e alguns degraus. 2 minutos de subida e voce já tem uma vista do mar! Em 5 minutos já chega lá em cima, dá pra ver a praia também.

IMG_20170326_143504756

IMG_20170326_144451747

IMG_20170326_144131739_BURST000_COVER_TOP

IMG_20170326_144812008_HDR

Mas ali do alto, olhando para a direita, vemos o outro morro, Killiney Hill, mais alto, e o obelisco. Fomos andando até lá, atravessamos uma parte de floresta e logo vimos uma placa com o mapa do lugar e mais degraus para subir.

IMG_20170326_145441542

Lá em cima, tem bastante espaço gramado pra descansar, fazer um pique-nique, tirar uma soneca no Sol! Tinha muitas famílias, cachorros, idosos e crianças, entao garanto que a subida é bem tranquila. Também tem um café caso voce queira parar pra comer!

IMG_20170326_152620907_HDR

IMG_20170326_151844739

IMG_20170326_152234321_HDR

IMG_20170326_153640256_HDR

IMG_20170326_152034332

IMG_20170326_153458780

IMG_20170326_153725251

Como chegar: saindo do centro de Dublin, dá pra pegar o Dart e descer nas estaçoes Dalkey ou Killiney, e dali andar alguns minutos até os morros. Tem várias entradas ao redor entao nao precisa se preocupar de estar no lado certo do morro. Entrada principal para carros: Burton Road. Entradas para pedestres: Ardburgh Road, Killiney Hill Road, Torca Road, Victoria Road/Killiney Hill Junction.

E depois do passeio, queríamos comer mas nao achamos nenhum lugar bacana com preço bom em Killiney village, entao só demos uma voltinha por ali e voltamos pra casa!

IMG_20170326_160933091_HDR

IMG_20170326_161240797

Passeios ao redor de Muscat, Oma

No post anterior mostrei os passeios que podemos fazer em Muscat, a capital. Agora mostro os passeios fora da cidade!

Ao redor de Muscat:

Passeio no deserto & Wadi Bani Khalid

Esse era o tour que eu mais queria fazer. Minha primeira vez no deserto, e ainda um lindo Wadi pra mergulhar!

Fechamos um tour com a empresa Muscat Nature Tours por 80 OR. O guia era um cara da Tunísia super gente boa! Para andar no deserto tem que ser um carro 4×4 e com os pneus regulados. A trip demorou mais de uma hora, chegando lá, ele dirige o carro nas dunas (passei um pouco mal nessa hora porque revira muito) e faz umas duas paradas pra gente admirar a paisagem e tirar fotos.

Continuar lendo

Passeios em Muscat, Omã

Olá pessoas! Vamos voltar a falar de viagem? 🙂 Continuando com os posts sobre o Oman, lugar liindo que conheci em Novembro 2016. Já falei aqui sobre imigraçao, clima e o que vestir, e agora vamos aos passeios, o que fazer em Muscat e arredores?

Antes de ir, pesquisei em vários blogs os lugares que eu poderia visitar. E tinha cada coisa linda! Uma pena que a gente nao tinha mais dinheiro, se nao teríamos ido em todos os pontos turísticos! Porque os tours privados lá nao sao muito baratos, o James esqueceu a carteira de motorista dele entao nao podíamos alugar um carro, e o casal que nos hospedou tem um bebe entao tambem nao podiam fazer passeios longos com a gente. Mas fomos nos principais pontos, relaxamos nas praias, aproveitamos o Sol e me encantei com tudo.

Em Muscat (capital):

City tour: Palacio do Sultao, Grand Mosque, Mutrak Souk, Qrum Beach

Como a casa onde ficamos era um pouco longe do centro (porém perto do aeroporto), combinamos de passar apenas um dia no centro conhecendo a cidade. Pegamos uma carona ate a Sultan Qaboos Grand Mosque. Foi interessante visitar e conhecer um pouco da religiao mulçumana, porque o que eu sabia basicamente era o que vemos na TV (ou seja, nada muito bom). O tourist office da Mesquita é uma salinha pequena com sofás, e varios homens ficam lá conversando com os turistas e explicando o que voce quiser saber, entao aproveite! Nao pule essa parte porque é uma oportunidade de perguntar o que quiser, sobre a mesquita, a cultura ou a religiao deles. Eles oferecem café, água e tamaras, além de copias do Alcorao e outros livros.

Continuar lendo

Achill Island e Keem Beach

Eu acho uma pena que a Irlanda seja rodeada de praias lindas mas isso seja um desperdício, já que a gente nao pode aproveitar (agua gelaaada mesmo no verao). No Brasil eu nunca morei perto de praia, entao um banho de mar era raridade, só nas férias e olhe lá. Aqui, basta pegar um onibus ou trem e em meia hora estamos na praia.

Nesse verao, eu fiquei obcecada em tentar entrar no mar pela primeira vez aqui na Irlanda. Fui pra Bray, Portmarnock, Bull Island, mas… nao rolou de molhar mais que os pés! Apesar de ter feito uns dias de calor, a água estava ainda muito fria. E num dos dias mais quentes, eu nao pude ir, entao acabou que mais um verao se passou e eu nao dei um mergulho aqui!

Mas enfim, mesmo sem entrar no mar, foi esse ano, no finalzinho de julho, que eu conheci a Keem Beach, uma das praias mais bonitas da Irlanda (pra mim foi a mais linda até hoje), que fica numa ilha, Achill Island.

mapa1

A ilha fica a umas 4h de carro de Dublin. Como eu ja estava no oeste mesmo, em Co. Mayo, estava bem perto. Fomos de manha, estava um pouco frio e nublado naquele final de semana. Assim que atravessamos a ponte e chegamos na ilha, o tempo estava péssimo! Nublado e chovendo. Mas logo comecou a melhorar.

dsc04052-2

Continuar lendo

Passeando na Irlanda: Ballybunion e Killarney

Em junho passei um final de semana em Ballybunion e Killarney, em co. Kerry. Essa regiao eh famosa pelo The Ring of Kerry, uma rota circular de 179 km que passa por Killarney e mais algumas cidades, com paisagens lindas, um passeio que vale muito a pena fazer, mas reserva pelo menos uns 3 dias pra isso, pois menos fica muito corrido!

Eu nao fiz essa rota, pois fomos numa quinta, fomos em um casamento na sexta e voltamos no domingo a tarde. Alem disso, eu tenho muito enjoo no carro, e com as estradinhas cheias de curvas, eh uma viagem bem desconfortavel pra mim! Mas com certeza quero voltar pra Kerry com mais calma pra poder conhecer tudo.

Na quinta umas 8 da noite (ainda claro) chegamos a Ballybunion, uma cidadezinha na praia. A praia era linda com uns mini cliffs e um pedaço das ruinas de um castelo, Ballybunion Castle, construido por volta de 1500.

DSC03932

Continuar lendo

Praia (de areia!) pertinho de Dublin: Portmarnock

E agora começam os posts mais coloridos e ensolarados, viva o verao! Aqui com 16 graus a gente sai sem casaco na rua e com 23 ja sai louca atras de uma pra aproveitar o Sol.

Semana passada eu fiquei sabendo que ia fazer 23 graus e ja tirei um dia off, precisava ir pra praia de qualquer jeito. Sol faz falta, minha gente! E olha que eu nunca gostei de calor e de torrar na praia, mas enfim… pesquisei quais as melhores praias perto de Dublin e fui: a escolhida foi Portmarnock. Fica a menos de 1h de Dublin de onibus (bus 32 ou 42).

Chegando la, que visao gostosa! Areia (e nao pedras!) e mar azul. Sem muito vento, familias sentadas na areia com crianças e cachorros, castelinhos, bolas… mas a praia eh grande e nao estava tao cheia entao tinha muito espaço livre. A praia fica entre Malahide e Howth.

Ficamos um bom tempo deitados so curtindo o Sol e o calorzinho! Usei biquini e short (primeira vez que uso essa combinaçao aqui). Achei que o Sol nao queimaria, mas ate que deu um pinguinho de cor! (bronzeado pra mim e vermelhao pro James, claro). Depois de um tempo caminhamos pela agua ate uma das pontas, perto de Malahide, onde tinha mais gente e vans vendendo sorvete, cachorro quente e batata frita.

Nunca uma tarde de folga foi tao bem aproveitada em Dublin!

Caminhada Greystones – Bray (trilha)

Assim que as temperaturas subiram e o Sol começou a aparecer esse ano, resolvi fazer essa trilha que ja queria ha muito tempo mas ainda nao tinha feito! Praticamente uma parada obrigatoria para quem chegou na Irlanda ou veio passar as ferias, caso o tempo esteja bom! Nao recomendo fazer esse passeio no frio, pois venta bastante e a visibilidade deve ser bem ruim.

DSC03871

Pra começar, a maneira mais facil de ir é de Dart (trem), que voce pode pegar no centro e descer em Bray ou Greystones. Voce pode fazer a trilha de Bray para Greystones ou o contrario, que foi como fizemos. Descemos em Greystones e andamos uns 15 min ate chegar na marina, onde começava a trilha. Chegando em Bray, quase 2h depois, descansamos deitadas na grama perto da praia e aproveitando o Sol ainda sem muito acreditar que estava quente! Viva o verao chegando! Na volta pegamos o onibus de Bray pra Dublin, mas nos arrependemos porque foi muito mais devagar que o Dart. Fora que de trem voce tem uma vista linda da costa, em alguns trechos os trilhos passam bem do ladinho do mar.

BRAY-MAP

Como chegar: voce pode pegar o trem na estaçao Tara, no centro, e descer em Bray ou Greystones. Pode ir de onibus, pegando o 145 na D’Olier Street (o trajeto demora uns 50 min). De Dart demora menos, nao lembro exatamente quanto, mas deve ser uns 40 min.

Dificuldade: a caminhada é bem tranquila, qualquer um pode fazer, e tem 7km. E o mais legal sao as paradas pelo caminho para apreciar a paisagem! Nao vou nem descrever, vou deixar as fotos pra voces verem como eh lindo! Aproveitem que esta quente e escurecendo tarde e façam essa caminhada, vale muito a pena.