Meu intercâmbio e a volta ao Brasil: Pedro Mariano

Esses dias eu estava pensando num dos maiores conflitos que temos ao morar longe: quando voltar? Ou não voltar? Eu e todos os meus amigos intercambistas passamos por isso. Ja faz 2 anos e meio que estou aqui e meu visto vence em dezembro. Alguns dos meus amigos ja voltaram pro Brasil, outros estão no mesmo dilema que eu.

Entao eu pensei em quem ja passou por isso e ja tomou a decisão de voltar. Fiquei curiosa pra saber como esta sendo essa nova fase na vida delas. E por isso perguntei a alguns amigos que ja voltaram: como eles veem a experiencia do intercâmbio e como foi voltar ao Brasil?

O Pedro é um dos grandes amigos que fiz aqui, nos conhecemos logo na primeira semana pois ficamos no mesmo hostel e estudamos na mesma escola, mas em salas diferentes. Uns meses depois viramos flatmates. Foi uma pena ele ter ido embora, mas acredito que ele tenha tomado a decisao certa para aquele momento da vida dele.

Estao curiosos? Entao fiquem com o relato dele:

pedro-irlanda

Pedro, 25

Já fazia curso de inglês há um bom tempo, e apesar de querer melhorar o inglês, minha maior motivação em ir para um ano sabático fora do Brasil foi a possibilidade de conhecer o mundo, conhecer novas culturas e fazer algo impactante para o resto da minha vida enquanto jovem. Mas tudo começou em 2010, em uma palestra sobre intercâmbio durante um congresso, decidindo assim que queria viver a experiência de morar em outro país.

Me formei em contabilidade em fevereiro de 2014, e no mês seguinte já estava pousando na ilha esmeralda. Morei um ano e meio em Dublin e seis meses em Cork. Foram dois anos inesquecíveis, e lembrarei para sempre da Irlanda com muito carinho, um país em que acredito ter alcançado todas os meus objetivos.

Me considero um vencedor, pois trabalhei em vários empregos diferentes, não tive problemas com escola, fiz amigos de todas as partes do mundo, e consegui obter um melhora muito considerável no meu inglês. O início é difícil para todos, a distância da família e a falta de alguém para apoiar-se é real, porém é nessas horas que devemos nos apoiar em quem está mais próximo de nós, nesse caso, os brasileiros.

Não é necessário fugir de brasileiros, aliás, é impossível; apenas aprenda a administrar suas amizades com falantes de português (confesso que os melhores momentos que vivi no intercâmbio foram todos com amigos brasileiros) e não perca seu foco principal, que é o aprendizado da língua inglesa. Conheci a Irlanda do Norte ao Sul, conheci outros dez países, fiz dois cursos de inglês, e ainda um estágio na minha área na cidade de Cork (vou te agradecer eternamente Bethânia :D), o que foi decisivo na melhora do meu inglês e possibilidade de conhecer mais de perto a cultura irlandesa, assim como irlandeses.

Decidi retornar principalmente pelo aumento do rigor das leis de imigração, e assim, por vontade própria, voltei ao Brasil há alguns meses atrás, no ápice da chamada “crise”. Descansei alguns meses, e por volta de um mês atrás, decidi que queria dar um tempo da vida corrida e estressante de escritório, e também ter mais tempo aos meus estudos. Dessa forma, decidi dar aulas de inglês (algo completamente novo para mim), pois é bem flexível e até dá um dinheirinho. Estou gostando bastante da experiência, porém, pretendo algum dia voltar a minha área, e buscar um emprego que me permita associar toda a bagagem cultural e de conhecimento que adquiri na Irlanda.

Um intercâmbio é uma experiência não só profissional, como também pessoal, pois você se supera a cada dia, descobre o mundo e se descobre, e sempre se surpreende com o próximo, no bom e no mal sentido da palavra. Escolha seu destino, encha sua mala coragem e determinação e vá!

Schumager, Pedro e eu no St. Patrick's Day 2016

Schumager, Pedro e eu no St. Patrick’s Day 2016

Anúncios

Um comentário sobre “Meu intercâmbio e a volta ao Brasil: Pedro Mariano

  1. “minha maior motivação em ir para um ano sabático fora do Brasil ” essa eh facil pq eh sabatico =D

    Esqueceu dos coracoes partidos pela ilha hahahahaha

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s