St. Patrick’s Day 2015

St. Patrick’s Day: esta data é comemorada em vários lugares do mundo, mas nada melhor do que estar em Dublin, capital da Irlanda!

St Patrick's Day Dublin 2015

No ano passado eu cheguei aqui dia 20 de março, ou seja, perdi a festa por três dias. Mas não achei ruim porque tudo o que eu ouvia das pessoas era: “não é tudo isso”. Diziam que a festa nem era tão legal, apenas um monte de gente bêbada na rua. Tudo bem, tem isso, claro (bilhões de pints de Guinness são consumidas no dia). Mas a festa me surpreendeu, foi muito melhor do que eu esperava! Até porque eu não gosto de Carnaval, mas não é nada parecido.

Então, quando Março chegou, todo mundo só falava nisso. As lojas esverdearam, todo mundo vendendo camisetas, chapéus de leprechaun, trevos, canecas, saias, tudo verde, branco e laranja! Claro que eu me preparei também: comprei uma blusa verde, um colar de trevos, uma camiseta temática. Os prédios também se iluminam de verde, como a Trinity College, o Banco da Irlanda, o Post Office e vários outros.

Dublin Irlanda

O Festival mesmo é do dia 14 a 17 (sábado a terça) com uma programação variada em toda a cidade. Teve shows, caça ao tesouro pelas ruas de Dublin, teatro. O centro ficou mais cheio de turistas do que o normal. Tem muuuitos americanos. Mas também ouvi muito mais português na rua do que o normal.

St Patrick's Dublin

No sábado fui para o O’Reillys, e depois The Mezz. Todo mundo já no clima de St. Patrick’s! No domingo não saí de noite, na segunda teve festa do trabalho no Turk’s Head e depois de lá fui pro The Mezz (de novo). E no dia 17, que é o dia oficial, apesar de ter chegado em casa às 11 da manhã, só tomei um banho e fui ver a parada, que começa ao meio-dia.

St Patrick's Parade

A parada é bem modesta (NADA comparado a um desfile de carnaval no Brasil) mas é bonitinha! Vários grupos vão passando fantasiados, dançando e/ou cantando, crianças e adultos, bandas marciais. Assisti aos 15 min finais e me arrependi, pois queria ter assistido desde o começo.

Depois da parada (acaba mais ou menos 13:30) a O’Connell está lotada de chapéus verdes. Fomos descendo em direção ao Temple Bar. AHa’Penny Bridge estava quase intransitável, deu um medinho da ponte cair quando a gente tava parado lá em cima sem poder andar! haha

No Temple Bar, mais especificamente naquela esquina onde tem o bar vermelho com o mesmo nome, era impossível andar. Ficamos parados numa esquina ali do lado observando o movimento. Depois encontramos uma amiga e fomos, de novo, para o The Mezz! Estava super lotado e tinha uma banda muito boa começando, que só tocava rock anos 90.

St Patrick's Day Dublin

Nesse St. Patrick’s Day eu vivi algumas coisas pela primeira vez, como, por exemplo, ser expulsa de um pub! A gente tinha comprado uma cerveja em lata no mercado, porque ali no bar era super caro, mas não tínhamos bebido nem a metade quando um dos caras do pub viu e na hora tomou a lata da nossa mão e mandou a gente sair. Ok, saímos. Mas as meninas queriam entrar de novo, e ok, eles não iriam nos reconhecer, era muita gente e estava escuro, SE não fosse o fato da minha amiga ser a única pessoa ali (e provavelmente em toda a cidade) que estava usando uma peruca laranja. Entramos de novo e nos separamos, mas em 5 min o cara a viu e a mandou sair de novo, e tivemos que sair também.

Atravessamos o temple bar lentamente (porque não dava pra andar e porque a gente parava a cada 5 min pra tirar foto ou conversar com algum doido na rua) e fomos para o Cassidy’s, um pub perto da O’Connell Bridge. E de lá eu tive que ir pra casa, quem inventou que a gente tem que trabalhar na quarta-feira após St. Patrick’s Day? Todo mundo estava de ressaca e eu estava tão lenta que sentia que ia precisar de uma semana de sono pra me recuperar.

Eu gostei muito da festa, e isso é um milagre porque quem me conhece sabe que eu não sou muito fã de festas e de gente bêbada. Mas foi muito divertido! Quando terminou estava super cansada e mais pobre (fico imaginando quantos milhões cada pub deve ganhar por dia, já que a cerveja é cara), mas valeu a pena. Não vi nenhuma briga na rua e em nenhum momento me senti ameaçada ou em perigo. Voltar pra casa a pé de madrugada foi tranquilo como qualquer outro dia.

St Patrick's Day 2015

Apesar de que eu acho que os irlandeses mesmo não são tãoo chegados assim no St. Patrick’s Day (tirando os mais novos, os que gostam de farra mesmo e os que querem pegar turistas). Eles acham que a cidade fica muito lotada e muitos nem saem no centro. Isso foi o que dois irlandeses me falaram, e é a mesma coisa comigo e o carnaval.

Mais fotos na página!

Anúncios

3 comentários sobre “St. Patrick’s Day 2015

  1. Ok.. vou ir nesse “the Mezz” hahahaha…
    Chega olimpíadas mas não chega setembro de 2015… eeee laia…

    Mas e aí, já deu uma esvaziada na cidade ou continua muito cheia dias depois?
    Abraços de Curitiba 😉

    Curtir

  2. Ah, adorei! Você aproveitou bastante! Ano passado também passeei bastante, fui no festival da Merrion Square, fui no Temple Bar, fui no desfile (mas cheguei cedo!)… esse ano fiquei quietinha – é muita gente na rua, não tenho paciência não! hahaha

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s