O que te impede de ir?

Muitas pessoas me perguntam todo dia sobre o intercâmbio. A maioria diz que sempre quis ir pra outro país mas nunca teve coragem. Eu sempre tento incentivar todo mundo a se planejar e sair do lugar, porque é possível! Precisa de dinheiro? Sim. Precisa deixar pra trás sua vida antiga e as pessoas que você ama? Sim. Mas a recompensa pessoal que vale a pena.

Cada um tem seus motivos pra querer mudar pra outro país: estudar um idioma e voltar pro Brasil pra conseguir um emprego/salário melhor, viajar pra conhecer muitos lugares novos, ou simplesmente ir! Meu caso era esse último. Aprender inglês, claro, mas eu queria ir pra longe, conhecer coisas diferentes, sei lá pra onde, mas não queria ficar mais na mesma. Ter passado 28 anos no mesmo lugar já era demais pra mim. E se fosse um lugar que eu amasse e me deixasse satisfeita, eu até ficaria, porque não? Mas eu não estava feliz com o lugar em que estava. (Sem contar, claro, a família e os amigos, porque perto deles qualquer lugar fica bom)

As pessoas falam ”nossa, que coragem” quando eu falo que decidi vir pra Irlanda e não sei quando volto. Não acho que seja coragem não hahaha. É vontade + planejamento. É se desapegar de algumas coisas. Quase todo mundo que está aqui, que eu conheço, deixou um bom emprego no Brasil, família, amigos, namorados. Se é isso que você quer fazer, comece!

A experiência de fazer um intercâmbio é incrível, isso eu posso garantir, mas é diferente para cada um. Eu, como mais um monte de blogueiros pelo mundo, conto aqui no blog as minhas experiências, dicas, etc, mas não vai acontecer com você exatamente o que aconteceu comigo.

Você pode achar que é complicado viver num país com cultura e educação diferentes do que estamos acostumados. Pode achar o cúmulo ter que trabalhar cuidando de criança, servindo comida ou limpando uma casa pra ganhar dinheiro aqui. Pode achar insuportável ficar longe da família e até pode achar difícil aprender inglês já que vai encontrar tantos brasileiros aqui. Mas também pode se encantar com cada paisagem linda desse país e se apaixonar pelas passagens baratas para outros países da Europa, por poder viajar no fim de semana já que tudo é tão perto, pra nós que estamos acostumados com um país gigante. Pode achar bonito ver as 4 estações passando diante dos seus olhos, tão contrastantes, mas também pode se irritar com a chuva e o frio.

Nem tudo será perfeito, mas, aposto que você vai ter mais coisas pra se orgulhar do que se arrepender. Além de aprender ou aperfeiçoar uma nova língua, você vai saber muito mais sobre você mesmo, pois vai viver coisas que não vivia antes. Vai ter que se virar sozinho, resolver problemas, procurar soluções, conviver com outras pessoas, de vários lugares do mundo.

Se você está em dúvida se vai ou fica, se faz um intercâmbio ou não, pare pra pensar: você está feliz onde está? Ou queria estar em outro lugar? Se você está satisfeito e poderia viver até o fim da vida aí sem se arrepender, ótimo! Mas, se não, o que pode fazer pra conseguir isso? Seja pra Irlanda ou outro lugar, pense no que te prende aí. Trabalho? Isso é a coisa mais fácil entre todas as coisas que temos que deixar pra trás. Estabilidade? Família, namorado? A maioria das pessoas que vem pra cá fica 1 ano ou 2. Gente, o que é um ano? Nada. Passa muito rápido. Logo você vai estar de volta (se quiser voltar), mas trazendo uma bagagem que ninguém mais vai ter igual.

Eu demorei mais ou menos uns 2 anos entre decidir-planejar-ir. Meses e meses num trabalho sem graça, pesquisando sobre intercâmbio, já fazendo planos e roteiros, com um mini globo na minha mesa de trabalho e a cabeça lá longe. E eu aguentava tranquila porque sabia que era o esforço necessário (juntar dinheiro) pra daqui a pouco estar longe vivendo uma vida diferente.

Eu sempre digo quando alguém pergunta: a vida é SUA, e você tem só uma (até que provem o contrário), vai passar o tempo todo fazendo algo que não quer ou morando onde não quer? Algumas pessoas ficam felizes com um marido, filhos, uma casa e um carro e morar na mesma cidade pra sempre, envelhecer e morrer. Às vezes eu até queria me contentar com isso, mas não dá. Não sei como será a minha vida no ano que vem e essa imprevisibilidade não me incomoda! Quero que a minha vida seja medida pelas memórias boas que terei e não pelas coisas ou pessoas que tive.

irlanda

Trim – Irlanda

Anúncios

37 comentários sobre “O que te impede de ir?

  1. Não existe outra palavra para descrever seu texto do que perfeito. ADOREI!!!! É bem minha realidade nesse momento que estou no Brasil decidindo se vou ou fico… Eu até gosto do Brasil mas está tão dificil as coisas por aqui, dolar alto, tudo subindo e nada é feito. Outra coisa que eu fico pensando mil vezes pra ir é que eu sempre guardo grana para ir para os EUA visitar meus irmãozinhos que se esse ano eu for pra Irlanda nao vai acontecer e nem sei qdo vou ve-los de novo.

    Mas essa pesquisa que tenho feito da Irlanda, vendo fotos, lendo blogs me faz cada vez mais querer estar ai.. Outra coisa dificilima pra mim vai ser deixar familia(que posso ver no skype mas nao é a mesma coisa) e minha cachorra que está comigo desde pequena e tem 14 anos e ta bem velhinha… poderei não ve-la mais 😥 Quero ir pra Irlanda mas não quero so passar 1 ano, mas sim um bom tempo, porque depois que foi acaba se adaptando(acho)… ir pra Irlanda e ficar 1 ano só e voltar para o Brasil deve ser muito depressivo ter vivido em um país que funciona e voltar pra um que não funciona.

    Obrigado pelo texto querida… um abraço.

    Curtir

    • Murilo, eu te entendo! haha
      Deixei duas cachorras la (uma ja velhinha tb) mas só consegui porque tem minha mãe que cuida bem delas, se não tivesse ninguém eu não teria vindo por enquanto. Mas aproveita que vc esta na fase de pesquisa, ainda tem tempo! Sobre ir pros EUA vc realmente precisa ver o que quer fazer primeiro… mas acho que as passagens pros EUA daqui não são muito caras, se vc trabalhar e juntar uma graninha da pra ir.. Mas tbm vc pode ir pra lá primeiro e depois vir pra cá. Seja como for, tbm não precisamos agira às pressas, né, tudo tem seu tempo!

      Curtir

  2. Olá! Vc descreveu toda a nação de intercâmbistas-receosos-com-o-futuro e que eu fiz parte durante o tempo em que meus planos não saiam do imaginário! E o mais legal é saber que outros também sofreram um pouco…eu digo ‘legal’, porque PARECE que para os outros, as coisas são sempre mais fácil que para nós, certo?, quando na verdade é tão trabalhoso quanto…com exceções, claro! rs Enfim, obrigado pelo texto. Não foi feito para mim mas me serviu muito, principalmente para acalentar um coração que anda deveras ansioso!

    Curtir

  3. Simplesmente SENSACIONAL esse post. Dá para perceber que fala de coração, eu também irei fazer um intercâmbio um dia, só preciso me organizar, mas a vontade de viver o novo me fascina, preciso de coisas novas todos os dias, experiências novas, vida nova, viver na mesmice é uma das piores das coisas!!!! Bjo e que tudo dê certo para você!

    Curtir

  4. Excelente texto, Bethânia, como sempre! 🙂
    Descreveu bem o que passei antes de vir pra cá – quase 2 anos planejando e me preparando também – agora já são 2 anos aqui, como passa rápido! E rumo ao 3º….

    Curtir

  5. Texto perfeito! Motivou aqui haha 🙂

    Tenho uma dúvida! Quando você decidiu fazer o intercambio para a Irlanda, já sabia falar inglês?
    Estou me programando pra ir em 2016, e comecei as aulinhas de inglês (porque sempre fiz espanhol então não sei nada de inglês) mas o medo tá grande de ir e só falar o básico de inglês :/

    Curtir

    • Oi Nathalya, eu já sabia um pouco sim, porque sempre gostei de inglês e assistia muitos filmes e series legendados, ouvia musica e lia as letras.. mas nunca tinha falado muito, e desenvolvi isso quando cheguei aqui. Vc ainda tem um ano, dá pra aprender bastante coisa! Veja muitoos filmes legendados pra se acostumar com a lingua e a pronuncia, repita o que eles falam, aprenda o basico da gramatica… chegando aqui vc desenrola! rs

      Curtir

  6. Incrível, eu estava justamente pensando sobre isso e do nada resolvi dar uma espiada no seu blog para ver se tinha novidades. E você me presenteou com esse baita estimulo, fortalecendo a minha certeza na vontade de simplesmente ir. Obrigada!

    Curtir

  7. Gostei muito do texto…retrata as dúvidas de muitos, no meu caso estou decidida a fazer intercâmbio, mas toda vez que meus pais aborda o assunto com palavras negativas eu fico balançada. É bom poder ler textos como esse, que nos mostram a realidade e nos encorajam. Parabéns pela abordagem!

    Curtir

  8. Nossa, li seu texto no momento certo, eu to mudando de vida, de emprego, saindo de uma estabilidade no emprego publico pra um privado, vou ganhar menos mas serei muito mais feliz…sempre tive vontade de morar fora do país, a Irlanda era meu destino, e continua sendo, porque um dia ainda vou… Parabéns pelo texto. Motivador !

    Curtir

  9. Olá Bethânia, tbm adorei seu post !
    Gostaria de saber sobre minha área de Cabeleireiro, se vc pode me falar algo sobre estudar e trabalhar nessa profissão ? muitas duvidas… tenho esposa e filho de 4 anos !
    as escolas de inglês aqui em campinas estão dispultando muito os alunos na questão material didatico, a ultima escola que fui só de material era 8.900 reais ! mais 460 de mensalidade.
    Conclusão… pra investir 15,0000,00 em um curso aqui pra quem ñ tem nada do idioma prefiro ir sem falar e ralar ai pra aprender na raça.
    meu foco era Australia ! mais como vc disse ñ importa pra onde seja, temos que sair do estado que estamos parados ai realmente é corrupção em tudo e em todas as questões.
    Se alguém puder me mande um help, por favor ?
    quero muito levar minha esposa e filho
    ja me falaram que ñ preciso de visto…
    posso tirar na Irlanda depois de 30 dias depois, isso é verdade ?
    Eu consigo ir sozinho com R$ 9,000.00 na mão e arrumar um salão pra trabalhar na area minha ?
    ai depois eu mando minha esposa e filho ?
    quanto que eu teria que ter em reais para levar minha esposa e filho comigo.
    duvidas qualquer informação será bem vinda !
    desde já agradeço a atenção de todos !
    E parabéns pelo texto motivador !

    obg: Vilson Roberto de Campinas

    Curtir

    • Olá Vilson, acho que não deve ser difícil arrumar emprego em salão, ou vc pode trabalhar por conta, tem muitos que fazem isso aqui. Abre um salão na sua casa ou vai atender na casa da pessoa.
      Pra trazer sua mulher e filho, não posso te ajudar muito porque não sei como fica a questão do visto para uma criança aqui! Os gastos vc tem que contar: passagem ida e volta + curso de inglês + 3000 euros mínimo que é requisito pra tirar o visto + uns 1000 euros pra passar o primeiro mês que é quando a gente gasta mais. Daí pra frente é estudar e arrumar emprego…

      Curtir

      • haha legal Bethânia, estou me programando para ir, creio que será muito bom !
        Valeu pelas dicas, vou procurar saber sobre meu filho e esposa ! muito bom ter conhecido esse blog parabéns.
        abraço

        Curtir

  10. Parabéns! Adorei seu texto.
    Estou morrendo de ansiedade, embarco no dia 9/04, está tão perto.
    Nem sei mais o que estou sentindo, emoções a mil aqui :s

    Curtir

  11. Bethânia, também achei que era em mim que você estava pensando quando escreveu este post.

    Brincadeira, Bethânia. Mas, na real: muito bonito o seu texto. Toca bem nos medos que todos nós (um pouquinho mais velhos, mas nem tanto) temos quando sentimos isso que você também sentiu. Esse espírito dentro da gente com sede de ver o mundo, com umas ganas de abraçar o globo terrestre inteiro com os próprios braços. A gente sabe que não vai dar conta de ir para todos os lugares, né? Mas só a sensação e a realização de conhecer mais um país (e viver nele) nos basta para sabermos que estamos nos realizando como seres humanos.

    Tive esta sensação e este medo na minha primeira experiência de vida fora do país (vivi na Espanha por 2 anos). Quando voltei ao Brasil e senti que a minha sede não estava aplacada, aceitei o fato: sou uma pessoa com espírito de viajante. E terei que viajar! Por isso, estou me preparando do jeitinho que você disse. Minha próxima parada será a Irlanda. Mas só em 2016.

    Beijão para você e obrigado.

    Curtir

  12. Sou dessas que não se contenta com essa vidinha padrão imposta pela sociedade, nada contra, mas eu quero mto mais! Finalmente chegou o dia que minha ficha caiu e eu resolvi que não vou me prender a RO pela grana… Estou me preparando para ir embora, a princípio do estado com destino a Curitiba onde meus pais moram, e pensei no intercâmbio para aprimorar, leia-se aprender, inglês mesmo… Como você decidiu pela Irlanda?

    Curtir

    • Oi Bruna!! Eu não costumo reclamar do lugar onde morei mas ninguém merece ficar a vida toda em RO, pelo amor! haha Ta certíssima em querer mudar… escolhi a Irlanda pq saía mais em conta do que EUA e canada por exemplo, e porque aqui podemos trabalhar. E eu amo esse lugar, foi a melhor escolha que fiz!!

      Curtir

  13. Olá! Adorei o texto. E me identifiquei muito. Ainda me encontro na parte de ficar vendo o globo girar na mesa do trabalho. Eu concluo minha faculdade no fim deste ano. E esse foi o motivo que mais me segurou até agora. Não deixar ela pela metade. Enfim, seu texto é super inspirador e esclarecedor. Mas minha dúvida maior, a que fica nos meus pensamentos o dia todo é, quanto de dinheiro em mãos eu preciso ter pra ir? Qual o valor que eu devo ter pra ir fazer um curso, não passar necessidades, e ficar num local seguro, mesmo que for com varias outras pessoas no mesmo ambiente. Pra ficar 1 ano. Fazer um cursinho de inglês, tempo suficiente pra eu me virar bem, até porque a convivência com outras pessoas vai ajudar muito, porque não sei nada. Alem do básico do básico. Pretendo conseguir um trabalho não me importo a vaga que será. Quero ficar 1 ano (se possível e eu gostar, claro que as idéias podem mudar) estudar, trabalhar, fazer as pequenas e incríveis viajens. Mas quanto devo ter? Pra ir sem medo? Sabendo que não ficarei perdida, sem nada, ninguém… Boa noite!

    Curtir

    • Ola Daniela,
      Eu nao sei quanto esta o euro agora, mas em media, eu diria que para ficar 6 meses (que eh o tempo do curso de ingles), voce precisa de pelo menos 4.500 mil euros (isso vivendo aqui com economia, sem viajar), ou seja, uns 14/15 mil reais. Isso fora a passagem (uns 2500 reais) e o curso de ingles (isso varia muito, numa escola barata seria uns 4 mil reais). Dai depois de 6 meses voce provavelmente tera arrumado um emprego e da pra se sustentar aqui e fazer algumas viagens!
      A passagem e o curso voce ja pode fechar e ir pagando parcelado, e juntar dinheiro pra comprar os euros.. se planejar da certo 🙂 boa sorte pra vc!

      Curtir

  14. Bethânia ler seu blog me deixou empolgada e quase 100% decidida do meu destino ser Dublin. Como você sempre fiz muitos planos, mas agora deu no saco mesmo e quero com todas as forças passar um bom tempo longe. Vou fazer 33 anos e não consigo me encontrar aqui. Fui hoje à duas agências de intercâmbios fazer os orçamentos e essa foi a opção que melhor uniu custo e beneficio. Porém a atendente de uma das agências me desanimou um pouco com a Irlanda…Ela disse que eu teria dificuldade em aprender o inglês porque eles tem muito sotaque e falam expressões quase nunca compreendidas nem por quem já tem inglês avançado. Gostaria de saber de você se acha que existe essa dificuldade? Pretendo ir em Julho, já que é verão e assim eu ir me acostumando com o clima. Outro fato é que também busco dividir apartamento. É fácil encontrar pessoas que queiram dividir na escola? O que você puder me dá de dicas ficaria muito agradecida.

    Att. Fabi

    Curtir

    • Ola Fabi,
      O sotaque daqui realmente é um pouquinho difícil, para nós que estamos acostumados com o inglês americano dos filmes… mas isso não é, de modo algum, impedimento! É melhor ainda, porque voce vem aprender aqui, com o tempo vai ser acostumando com o sotaque, como dizem ‘se vc entende o ingles da Irlanda, vai entender em qualquer lugar do mundo’!
      Sobre dividir casa, com certeza vc vai encontrar varias pessoas na sua escola que estao chegando na mesma época que vc e vai todo mundo estar procurando. Toda semana tem gente chegando, sempre.. então isso não é dificil!
      Bjos

      Curtir

  15. Olá Bethânia, tudo que você escrevi aqui é como se fosse um “acorda Aline”, porque tenho muita vontade de conhecer novos lugares e enfrentar desafios mas tenho medo e é sempre esse medo que me impede de planejar essa viagem. Vou continuar acompanhando suas aventuras, seu blog é ótimoo. Bjs

    Curtir

  16. Olá Bethânia, ótimo texto!
    Assim como a Fabiana, já estou com 32 anos (não tão jovem rs), mas tenho a mesma sensação de não conseguir me encontrar… Vou fazer 6 anos na mesma empresa, e só de olhar esse número já me dá uma agonia e me pergunto: como eu consegui? A verdade é que a gente se acomoda e nem vê o tempo passar… Massss antes tarde do que nunca não é mesmo? Lembro exatamente o meu “dia D”, ou melhor, “dia M”, da mudança, onde me deu um estalo e eu decidi: VOU FAZER ISSO. hahahaha muito doido, mas me sinto cada vez mais certa que é isso que tenho que fazer. Simplesmente cansei de ver a vida passar pela janela, e eu parada no mesmo lugar.
    Estou no momento “olhando pro globo” sentada na mesa do trabalho, mas já me programando, juntando dinheiro, pesquisando tudo. E seu blog está me ajudando bastante.
    Há pouco tempo decidi mudar meu destino, que anteriormente seria San Diego-USA, mas tenho cidadania européia, então a facilidade é muito maior. Você está me ajudando a “me apaixonar” um pouquinho a cada dia mais pela Irlanda. Meus planos são para novembro ou jan/2016.
    Espero te encontrar por aí para um café! 🙂
    Um beijo,
    Daniele.

    Curtir

  17. Olá!!

    Você não imagina o quanto esse seu post me ajudou!
    Já tinha tomado a decisão de fazer um intercâmbio no próximo ano, porém quando comecei a me planejar os sentimentos foram mudando, medo de largar tudo, insegurança de nada dar certo e tudo o que você falou no texto.
    E hoje achei seu blog, já li quase todos os seus posts e acho que sua força de vontade de determinação me ajudou muito!
    Continuo meus planos com mais vontade ainda!

    Obrigada
    Um beijo
    Carolina

    Curtir

  18. Olá boa tarde, gostei muito deste blog e do post, acabei achando sem querer(sou daqueles intercambistas que pesquisam absolutamente tudo), eu vou para Irlanda em Junho de 2017, me preparei e calculei tudo que preciso, tenho 20 anos e vou realizar o meu sonho, isso me deixa extremamente feliz, acho que se não realizar esse sonho a vida não teria sentido algum pra mim, estou sempre de olho em tudo para não ter surpresas, obrigado pela ajuda que vcs nos dão, sério faz toda diferença, sucesso sempre e espero te ver pelas ruas de Dublin ano que vem, abraços

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s