Passeios gratuitos em Londres – 5 dias

Quando fui pra Londres, ficamos 5 dias e fizemos APENAS passeios gratuitos. Não pagamos pra entrar em nada. Com a preocupação de não gastar muito – afinal não era uma viagem de férias normal, estamos morando na Irlanda e o custo de vida é alto, se gastar além do que pode, podemos passar aperto.

Então montei um guia com todas as atrações e no dia a dia a gente ia escolhendo o que visitar, e na vibe ‘viajante pobre’ acabamos visitando apenas atrações gratuitas. Por isso, deixamos de ver lugares super famosos como o Museu de Cera, o passeio na London Eye, a London Tower e a Tower Bridge por dentro, etc.

londres

Como separei os passeios por área (visitamos tudo o que ficava perto), vou separar o post por dia, aí vocês já podem ter uma ideia do que dá pra visitar a pé (ou no mesmo dia) pela proximidade. Pra quem tá indo pela primeira vez é bom ter essa noção de espaço.

Primeira visão de Londres: London Eye, Big Ben, Westminster Abbey e Catedral

No primeiro dia, após deixas as coisas no hostel, pegamos o metrô e descemos na estação Westminster. Ao sair da estação já demos de cara com o rio Tâmisa (Thame) e a London Eye, olhando para o lado direito, lá estava o Parlamento e o Big Ben.

Ficamos doidos querendo tirar muitas fotos, mas tinha tanta gente lá e pelo céu estar um pouco nublado, as fotos não estavam ficando muito boas (eu estava só com o celular e já me arrependendo de não ter uma câmera) então resolvemos andar e voltar lá outro dia. Perto dali tem a Abadia de Westminster, muito bonita, enorme e cheia de detalhes, mas só vimos por fora, assim como a Catedral de Westminster, que é super alta.

O parque St. James’ também fica perto. Mas como ainda tinha coisa pra visitar, andamos só um pedacinho dele. Vimos um lago, uma fonte, esquilos e patos. Andando mais um pouquinho chegamos ao famoso Palácio de Buckingham, com seus portões pretos e dourados. Não estávamos interessados em ver a troca de guarda, então nos contentamos em tirar fotos ali na frente mesmo. Bem na frente ao Palácio tem uma escultura grande e muito linda. E ao lado, o Green Park, onde descansamos um pouco na grama. Muita gente deitada, fazendo picnic, lendo ou tirando um cochilo.

big-ben-londres

Mais parques e a Trafalgar Square

No segundo dia, descemos direto na Piccadilly Circus, que apesar de cheia de turistas, não tem muita graça durante o dia. Compramos almoço no Tesco e fomos comer no St. James’ Park. Foi bem legal ver todas as famílias, amigos e crianças sentadas na grama comendo, lendo ou descansando. Estava muito sol nesse dia. Depois do almoço vimos o Admiralty Arch e paramos na Trafalgar Square, é ali onde fica a National Gallery (mas reservamos os dias de chuva para os lugares fechados então nem entramos).

hyde_park

Metrô novamente, agora para o Hyde Park. Esse parque é enorme, ficamos um tempão lá. Meus pés estavam doendo muito e eu já estava no limite do dia, não aguentava andar muito mais. Enquanto eu fiquei na grama descansando, o João e a Ana foram ver uma exposição de arte que estava tendo ali no parque, depois passaram pelo Albert Memorial e pela frente do Royal Albert Hall. Quando voltaram, passamos na Primark pra olhar as coisas (achei mais legal que a Penneys) mas estava muito cheio, difícil de comprar qualquer coisa lá.

Nesse dia aproveitamos (eu que queria, na verdade) pra dar uma parada na estação King Cross, porque claro que eu vinha que ver a Plataforma 3/4! Tirei fotos, vi a lojinha (muita coisa legal, mas caro).

plataforma_harry_potter

Dia de Museu

Conforme eu tinha visto, o tempo nesse terceiro dia estava piorzinho: ventando, nublado e um chuvisquinho de manhã. Então o passeio certo era o Museu de História Natural, que é gigante, tem muita coisa legal e é de graça! Ficamos uns 10 min na fila, e ao entrar já damos de cara com um esqueleto enorme de dinossauro. Daí logo nos perdemos (João e Ana foram pra um lado e eu pra outro). Andei bastante, tirei fotos, o museu possui uma infinidade de seções: mamíferos, pré-história, dinossauros, corpo humano, etc.

museu-londres

Saímos de lá quase 2h da tarde. Cansa muito querer ver tudo num dia só, tentamos e não conseguimos. Acho que o ideal seria voltar lá outro dia. Eu queria muito conhecer Covent Garden, então pegamos o metrô e fomos pra lá, mas acabou que não achei tão legal. Tinha barraquinhas de comida e de produtos, mas achei tudo caro. Comemos no McDonalds, metrô e fomos para a região do Big Ben de novo, atravessamos a ponte e andamos do outro lado, na calçada perto da London Eye tinha vários artistas de rua se apresentando. Passamos em frente ao Aquário e o London Dungeon, voltamos para a Trafalgar Square e agora sim visitamos a National Gallery.

A galeria é enorme (parece que tudo em Londres é…) com muitos quadros famosos, vimos Picasso, Da Vinci, Botticelli, Bellini, Cézanne, Monet, Van Gogh, Caravaggio, Michelangelo… foi maravilho ver tantas obras que eu só via em livros! Como sempre, não deu pra ver tudo. Pegamos o metrô até a estação Tower Hill. Faltava ver a Tower Brigde! O tempo nesse dia não estava legal, bem nublado então não tirei uma foto decente da famosa ponte! Do lado fica a Torre de Londres, que assim como a ponte, não é gratuita, então estava fora da nossa lista.

torre-de-londres

Camdem Town ❤

O tempo estava chatinho de novo, chovendo, então fomos para o Museu de Guerra, mas chegando lá, uma placa avisando que estava fechado para reforma, por meses. Ok, para onde podemos ir pra fugir da chuva? Vimos um shopping no mapa, o Elephant & Castle, e fomos pra lá. Terrível! hahaha só tinha umas lojas de tranqueiras, uns camelôs na frente, nada legal. A chuva parou então aproveitei pra conhecer um lugar que eu queria muito: Camden Town. Mas foi só chegar lá e começou a chover de novo. Ana e João desistiram e voltaram pro hostel, mas eu entrei na H&M, comprei um guarda-chuva e continuei o passeio! E logo o tempo abriu 🙂

camden-town

Gostei muito, muito de lá! Muitas lojas, feirinhas, markets com barracas de comida do mundo todo, muitos turistas, barcos passando no canal. Os preços das comidas eram em média 5 libras. Almocei (comida chinesa, mas me arrependi, devia ter experimentado outra coisa mais diferente) e fiquei lá a tarde toda. Queria comprar tudo mas me segurei.

camden-town

Não queria ir embora ainda então peguei o metrô (super lotado, era sábado) e fui andar pelas ruas famosas por terem muitas lojas: Oxford Street e Regent Street. Mas estava tão cheio que desisti e voltei pro hostel! Estava passando o jogo Brasil x Uruguai. De noite (mas ainda claro), demos uma volta pelo bairro, Shoreditch e compramos comida no mercado.

Dia de ir embora, mas antes, Notting Hill…

Nesse último dia, tínhamos que ir pra estação umas 4 da tarde então tínhamos pouco tempo pra turistar. Saímos pra comprar café da manhã no supermercado (um sanduíche, um suco e uma porçãozinha de frutas por 3 libras no Tesco) e ficamos decidindo o que fazer. Acabamos nos dividindo de novo: o João foi ver o estádio do Chelsea, e eu que nem sendo de graça visito um estádio de futebol, fui com a Ana para Notting Hill. Por causa do filme e porque todo mundo fala que é um bairro fofo. Muitas lojinhas, barracas, antiguidades, vestidos fofos.

compras-londres

Vimos a livraria que serviu de inspiração para a do filme, vimos a loja do filme que hoje é uma loja de souvenir, vimos a porta da casa onde o Hugh Grant morava no filme. Novamente me segurei e não comprei nada!

notting-hill-londres

Às 4 da tarde, hora de voltar pro hostel, pegar as malas, ir pra estação e pegar o bus até Birmingham, e de lá o avião para Dublin.

Esse foi minha primeira viagem em Londres. Não me preocupei em conhecer tudo, é impossível, e não fiz questão de fazer os passeios pagos. Sei que vou voltar pra lá outras vezes, então tenho paciência… rs

Falando em economizar, sempre comprávamos café da manhã e jantar (uma sopa ou sanduíche) nos mercados. E o almoço era no McDonalds (ficamos um tempão depois sem querer chegar perto de um Mc). Só uma vez comemos num café (chocolate quente + torradas com ovos 4,50). E para o transporte, fizemos um Oyster Card pra 7 dias, pagamos 36 libras (sendo que 5 são devolvidos depois) e andamos infinitamente de metrô nesses 5 dias. Compensa muito.

Tem muitas fotos da viagem, não dá pra postar tudo aqui, então vou fazer um álbum com todas na página do blog no Facebook. Curte lá!

Anúncios

7 comentários sobre “Passeios gratuitos em Londres – 5 dias

  1. Nossa, muitas dicas legais! Eu também quase não fiz passeios pagos porque Londres é muito cara. Fui na London Eye e por opção, não fui no Museu de Cera porque achei que seria um pouco perda de tempo, mas não me arrependo de não ter ido não. Assim como você, também tenho vontade de ir mais vezes a Londres, então fiquei com gostinho de quero mais, mas someday, someday….

    Curtir

  2. Pingback: Express tour – Stonehenge | Um Tempo Fora

  3. Oi Bethânia, tudo bem? Estou em Londres por um tempo ajudando meu filho, nora e netinho que acabaram de se mudar para cá. (fico até setembro por aqui rsrsrs). Não conhecia e nem tinha planos e roteiros para cá (como costumo fazer quando viajo)… foi muito corrido tudo!! Estou adorando suas dicas e a cidade. Bjs

    Curtir

      • Bethânia realmente é tudo bem caro pra nós brasileiros… Se fizermos a conversão não bebemos nem água aqui rsrsrs… Ainda bem que tem muitos passeios gratuitos de qualidade aqui… Assim podemos nos divertir bastante. Realmente dá vontade de voltar muitas X… Meus filho está muito feliz em estar se mudando pra cá. Um excelente lugar pra se viver e criar os filhos. Bjs

        Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s