Como é morar em Dublin? Part I – The good things

Ultimamente venho refletindo muito sobre esse fato: eu gosto de morar aqui. Eu adoro Dublin e a Irlanda. E antes de vir, ficara horas imaginando como seria morar aqui. O que eu ia fazer, como ia me virar? Será que é tão diferente assim?

Então, pra você que acompanha o blog e ainda não chegou na Irlanda, ou apenas tem curiosidade, se quiser saber o que EU acho sobre viver aqui, espero que este post lhe seja útil!

dublin-spire

Morar em Dublin é poder voltar pra casa de noite ou de madrugada, sozinha, sem ter medo. Essa é a grande diferença pra mim. A sensação de segurança nos dá mais liberdade (para mulheres, principalmente). Andar sozinha pelas ruas depois de voltar do cinema às 11h da noite, como eu fiz ontem, por exemplo. Não ficar com medo de se assaltada ou coisa pior. Em Porto Velho o máximo que eu andava sozinha de noite era um trecho de 10min entre a academia e minha casa e mesmo assim ia com o coração na mão.

Ainda falando de segurança, quem não queria andar com uma super máquina fotográfica por aí sem se preocupar? Ou usar o seu iPhone, iPad, notebooks e etc em qualquer lugar, sem vir um vagabundo qualquer e te roubar, muitas vezes armado? Ah é, esqueci de dizer. Os policiais aqui não usam arma. Isso já diz bastante coisa.

Também é legal abrir o jornal ou ficar na internet e não ter que dar de cara com notícias tipo filho mata avó com machadadas, não sei quantos assassinatos, estupros, roubos, acidentes de trânsito e essas coisas que a gente está bem acostumado. Acontecem crimes? Sim, mas a frequência é bem menor. Olha só a seção Crime and Law no jornal The Irish Times. Bem mais light que qualquer jornal brasileiro.

Morar em Dublin é poder andar de qualquer jeito – arrumada, desarrumada, esquisita, com roupa curta (não que eu goste) que NINGUÉM vai ficar reparando em você. As pessoas se vestem do jeito que querem, ou usam roupa curta (as européias ficam loucas por causa do verão e aproveitam pra usar roupas curtíssimas) e você acha que elas recebem olhares, assovios ou cantadas por causa disso? Não! Os homens não mexem com as mulheres na rua, nem olham direito pra falar a verdade. Já vi várias mulheres lindas passando na rua e nenhum homem sequer virar a cabeça pra olhar. Os pedreiros? Eles estão lá fazendo o trabalho deles (a cidade está toda em obras ultimamente) e também nem reparam nas mulheres passando.

PhoenixPark.jpg

Tem uma folga no meio do dia? Você pode parar em algum parque ou praça pra descansar, comer, ler ou até tirar um cochilo na grama no verão. Eu sei o que é andar quilômetros em uma cidade sem ver nenhum pedacinho de praça (muito menos parque) onde você pode parar pra descansar, por isso valorizo muito os espaços públicos bem cuidados aqui. Ontem, por exemplo, saí do estágio e precisava comer antes de ir ao cinema, ainda tinha uma hora de folga, então parei na Trinity College, com um gramado e vários bancos e escadarias, sentei, comi meu sanduíche e li um pouco. Apesar de estar cheio de turistas e estudantes, senti uma paz enorme em pleno centro da cidade.

Morar em uma cidade turística é cruzar todos os dias com milhares de turistas. Grupos de adolescentes, grupos de idosos, gente com mapa e câmera na mão. Isso até irrita um tiquinho quando você está atrasada e tem que enfrentar as ruas mais movimentadas e cruzar os turistas andando devagarzinho enquanto admiram a cidade e tiram fotos. É passar em frente aos pontos turísticos e às vezes não reparar mais neles.

É sempre ter alguma coisa legal pra fazer num fim de semana se você não quiser ficar mofando em casa. Um parque, um ponto turístico que você ainda não viu, um cinema, uma peça, um festival. Ah, e sempre tem os pubs, aos milhares e para todos os gostos! Tá com saudade do Brasil? Também tem pub brasileiro, comida brasileira, mercado brasileiro.

É ter praias, penhascos, castelos, igrejas antigas, ruínas, tudo isso perto. É poder alugar um carro e conhecer o país todo em 3 ou 4 dias! É não ver cachorros e gatos abandonados nas ruas, sem poder ajudar todos e ficar triste por isso, como eu ficava todos os dias no Brasil.

Morar em Dublin é conhecer pessoas do mundo todo e se encantar com as diferenças. É aprender uma coisa nova a cada dia (seja no inglês ou na experiência de vida mesmo). É não comprar uma bicicleta porque as chances dela ser roubada é muito grande e usar as Dublin Bikes, sair do mercado com uma compra pesadinha, pegar uma bike logo em frente e deixá-la em outra estação pertinho da sua casa. Com ciclovias na maioria das ruas no centro.

Quando vou pra outras cidades, especialmente as pequenas aqui do interior da Irlanda, ou quando fui pra Londres, até esqueço um pouco de Dublin. Mas é só voltar que meu encanto com essa cidade volta junto!

Dublin é uma cidade perfeita? Claro que não! Tem alguns problemas e muitos deles eu nem devo conhecer ainda, mas em 4 meses que estou aqui, não passei nenhuma situação ruim. Portanto estou cada dia mais apaixonada pela Irlanda ❤

Anúncios

23 comentários sobre “Como é morar em Dublin? Part I – The good things

  1. Eu morro de medo de roubarem minha bicicleta e não fico tão segura andando sozinha na rua não, principalmente no centro, mas acho que são velhos hábitos de quem morava em SP, sei lá. Amo a Irlanda, amo Dublin, mas quanto mais tempo passo aqui, mais claro ficam os problemas dessa cidade pra mim. Parece que tô sendo pessimista, mas não. Mesmo com os defeitos, eu continuo querendo ficar… só pode ser amor! 🙂

    Curtir

    • Oi Bárbara!
      Onde você mora? Eu moro no centro e nunca me senti apreensiva ou com medo, claro que sempre fico atenta mas nunca passei por nenhuma situação de medo.
      Eu quis focar mais no lado positivo e nas coisas que me fazem gostar aqui, mas acho que para fazer jus ao título do post eu vou editar e falar sobre os problemas tbm, ou então mudar o titulo!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Você me deixou ainda mais ansiosa pra morar aí, pena que ainda faltam 6 meses pro meu embarque… Não vejo a hora!!
    Conta pra gente como é o estágio que você está fazendo: é remunerado? Como você conseguiu? Foi tranquilo conciliar os horários com os da escola? Você continua gostando da NED?

    Bjs!!

    Curtir

  3. Você me deixou ainda mais ansiosa pra morar aí, pena que ainda faltam 6 meses pro meu embarque… Não vejo a hora!!
    Conta pra gente como é o estágio que você está fazendo: é remunerado? Como você conseguiu? Foi tranquilo conciliar os horários com os da escola? Você continua gostando da NED?
    Bjs!!

    Curtir

    • Oi Aline!
      Não é remunerado =/ e consegui pq vi a vaga num site. Foi super tranquilo conciliar os horários, eles me perguntaram quando ficaria melhor pra mim e só vou ao escritório 3x por semana. Continuo gostando da Ned, agora 1 dos meus professores saiu e entrou outro, as aulas dele sempre são diferentes e praticamente só de conversação, no começo eu não gostei mas agora to acostumando. Já com os outros 2 é mais gramática, leitura e escrita.

      Curtido por 1 pessoa

      • Que bom que tá gostando da NED, você me deixa mais tranquila com a minha escolha. Vou em janeiro e estou muito ansiosa… Você passou muito aperto aí no começo com relação ao inglês? Já tive vários pesadelos em que não conseguia nem fazer check in no hostel porque travava na hora de falar.. haha

        Curtir

  4. Ah, que saudades de Dublin. Muitas, muitas saudades! Embora em Sligo as coisas sejam legais também..mas tem hora que dá preguiça de não ter nada pra fazer e de ser tão pequena.

    Curtir

    • Oi Rick!
      Eu passei por Sligo quando estava viajando por aqui e achei bem pequena, mas foi a impressão de só uma passada rápida pelo centro da cidade. Espero poder voltar com calma outra hora pra conhecer! E eu gosto de cidades pequenas 🙂

      Curtir

  5. Pingback: Guia do Intercâmbio na Irlanda | Um Tempo Fora

  6. Pingback: Como é morar em Dublin? Parte II + Documentário | Um Tempo Fora

  7. Olá Bethânia!
    Um amiga indicou seu blog, estou indo para Dublin agora em setembro e a ansiedade está a miiiil rsrs
    Você poderia me passar seu facebook para eu tirar umas pequenas dúvidas com você em relação a NED? Vi que você está estudando lá e eu também vou estudar lá…
    Muito obrigada!
    Um abraço!

    Curtir

  8. Pingback: 5 meses na Irlanda! | Um Tempo Fora

  9. Amei o seu post e não vejo a hora de ir p Dublin. Estou chegando em novembro… Sei oq me espera aí são só coisas boas pior que o Belém não fica então vou me acostumar fácil fácil em Dublin. Super beijo

    Curtir

  10. amei o post ainda estou estudando a possibilidade de ir passar uma temporada em Dublin em 2016 com meu namorado, queria saber se é fácil trabalhar aí, se consigo juntar algum dinheiro e se dá pra conciliar trabalho e aulas de inglês… bj!

    Curtir

  11. OI Bethania não conhecia seu blog. Meu filho 20 anos e um amigo vao embarcar no final de fevereiro pra estudarem na Griffith. Estou desesperada pois eles vão com o dinheiro deles mesmo, meio que contado e precisam de lugar para ficar….Estão vendo algum hostel. Você acha que chegando aí eles tem facilidade para encontrar casa ou ap para alugar? 8 meses. E trabalho? você teria alguma sugestão? agradeço muito se você puder me responder. beijos

    Curtir

    • Ola Vera,
      Final de fevereiro já é uma epoca mais difícil pra achar uma casa legal porque em março vem muuita gente pra Dublin e fica tudo muito concorrido. Eles podem reservar um hostel ou acomodação por umas duas semanas e nesse tempo tem que correr atrás todo dia pra achar uma vaga definitiva. Isso ele acha nos grupos do facebook ou no site daft.ie. Trabalho da pra arrumar sim, depende do nivel de ingles e do esforço em procurar!!
      Espero ter ajudado!

      Curtir

  12. Olá Bethania.

    Minha esposa tem cidadania Italiana e estamos estudando tudo sobre a Irlanda, principalmente Dublin, com a intençao de ir viver no pais.

    Gostaria de saber atualmente como anda a economia do pais para arrumar emprego, duas pessoas com cidadania européia?

    Agradeço sua atençao

    Curtir

  13. Boa noite pessoal, eu fiz um intercâmbio de dois meses em Dublim e conheço alguns outros países também, infelizmente com as condições do Brasil, acho melhor eu tentar ir morar fora, e como muitos aqui vão concordar comigo Dublim é uma ótima escolha, mas antes das flores nós sabemos que muitos tem discriminação por brasileiro, eu estou cursando eng. civil e vou fazer um curso pra obter um certificado da minha área e depois verei uma pós ae como forma de entrada e contatos pra trabalhar…enfim…
    Quem mora ae se for possível compartilhe sua opinião e vivências pq o que eu vejo é que quando vamos para outro país temos muitas dificuldades e nossa formação não vale nada simplesmente pelo fato de ser brasileiro, conheci muito brasileiro com bom cv com sub emprego.. Então pessoal como esta ae? beijos a todos…

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s