Passeando na Irlanda: Trim Castle

Mais um cenário de filme (Coração Valente – “Braveheart”), mais um passeio lindo e barato partindo de Dublin. Pra quem gosta de história o tour ao Castelo de Trim é fantástico. Além disso, a cidadezinha é super fofa. Quer saber como chegar lá? Continue lendo!

castelo trim

O ônibus que pegamos para ir até lá foi o 111 da Bus Éireann e ele sai da estação Busaras, que é bem pertinho do centro. Compramos os bilhetes no site, é só escolher Dublin – Trim. A passagem para adultos custa 18,52 standard return (a volta pode ser até um mês depois) e 14,54 com carteirinha de estudante, ou 15,68 same day return (volta no mesmo dia). Não tem horário marcado. A confirmação vai para seu e-mail e é só mostrar ao motorista na hora, nem precisa imprimir.

A viagem dura mais ou menos uma hora, saímos de Dublin, eu e meu amigo Luiz, às 10:30 do sábado dia 31 de maio, dia de muito Sol na Irlanda! Ao chegar lá o ônibus para numa rodovia e você verá o castelo à sua esquerda, não tem como errar. Essa é a vista que temos ao descer do ônibus:

castelo trim

O tour guiado custa 4 euros para adulto ou 2 para estudante. Recebemos um folheto e um cartão do tour que deve ser entregue ao guia. Como o próximo tour ia começar às 12:15, demos uma volta ali por dentro do que sobrou das muralhas. Pelo caminho tem algumas placas explicando o que era cada parte.

muralha castelo medieval

Nossa guia foi a Brenda, muito simpática e sem sotaque irlandês forte então deu pra entender bem. Assim que entramos, vamos para o grande salão, um espaço onde as pessoas eram recebidas ao chegar no castelo. Lembrando que o Trim Castle era um castelo de defesa, por isso não é muito grande e poucas pessoas viviam ali diariamente, não chegava a 15. No salão tem 3 maquetes mostrando como era o castelo em cada fase, porque ele foi sendo melhorado com o tempo.

castelo medieval irlanda

Um pouquinho da história do Trim Castle: A construção foi iniciada em 1173 por Hugh de Lacy, foi finalizado no séc. XIII. Hugh morreu em 1186 e seu filho Walter continuou a construção. É o maior castelo Algo-Normando da Irlanda. Hugh de Lacy ganhou essa área em 1172 do rei Henry II. Na segunda metade do séc. XIII o castelo ficou em poder de Geoffrey de Geneville, que adicionou mais algumas partes ao castelo. No séc. XIV passou por casamento à família Mortimer, e foi abandonado em 1425 depois da morte do último membro da família. Foi ocupado novamente, agora pelo Rei Richard II, que colocou para morar lá dois de seus protegidos, um deles veio a ser o Rei Henry V.

castelo-trim

O que eram aquelas escadas? Se eu morasse lá, ia demorar um ano pra descer ou subir todo dia. É em caracol, mas bem apertada e com degraus estreitos, nem cabia meu pé em alguns. Imagina se eu fosse um soldado e tivesse que descer aquilo com uma armadura e espada, ia cair e sair rolando. E eles fizeram assim por isso mesmo, mas dificultar caso algum invasor entrasse lá.

Em um dos quartos, vimos o “banheiro” do castelo: um buraco no chão. Mas o pior foi a história que a guia contou de como eles “defumavam” as roupas. Porque naquela época, muito frio, eles usavam lã, pele, couro, e como não tomavam banho nem lavavam as roupas, elas ficavam impregnadas com bichos, tipo piolho, pulgas, e pra tirar eles colocavam a roupa em cima do buraco do “banheiro” e um criado muito azarado ficava lá embaixo mexendo no cocô, o gás subia e “higienizava” a roupa e matava os bichos. Imagina o cheio! Definitivamente eu não queria ter nascido naquela época, porque mesmo se você fosse rico, era porco! Isso porque eles tinham um rio bem ao lado do castelo, não podiam mandar umas criadas lavarem as roupas lá?

Ao todo o castelo tem 4 torres e 3 andares. O passeio finaliza lá em cima, com uma vista bem legal da cidade. Muito legal ficar imaginando como era aquilo tudo naquela época, com as pessoas vivendo lá. Depois do passeio, demos uma volta na principal rua comercial de Trim, tomamos um chocolate quente e lanchamos, observando os moradores, todo mundo passeando com os cachorros ou os filhos. E os cachorros todos dando uns mergulhos no rio!

Lá de cima do castelo da pra ver a cidade, o rio, a ponte, e a Yellow Steeple. E do outro lado a igreja St. Patrick’s Church.

trim

Logo depois do castelo, atravessando a ponte do Rio Boyne, existe mais uma ruína pra visitar: The Yellow Steeple (torre do campanário), só uma parte da torre ainda existe.

Mas não acaba aí! Atravesse a estrada e ande pelo caminho chamado River Walk, que vai chegar nas ruínas da igreja St. Peter & Paul Cathedral, fundada pelo bispo Simon de Rochfort em 1206. Essa foi a maior igreja gótica na Irlanda. Lá também é um cemitério, cheio de cruzes celtas, com muitos túmulos bem antigos e uns mais recentes. No meio do cemitério tem uma estátua (ou é uma tumba de verdade) do “Jealous Man and Woman” (homem e mulher invejosos) e a lenda diz que se você colocar um alfinete entre os dois e ele enferrujar, suas verrugas vão desaparecer! E realmente o povo tenta, porque vimos centenas de alfinetes enferrujados lá, grampos e moedas.

igreja gótica medieval

Ande mais um pouco e mais um pedaço da história: o Hospital of St. John the Baptist, também do séc. XIII. Ali ficamos um tempão, passeando por tudo, tirando fotos e imaginando como os doentes deviam ser tratados ali e quantas pessoas devem ter morrido lá. Esse hospital fica bem na beira do rio, tinha um velhinho pescando lá na maior tranquilidade…

hospital-medieval

Depois fizemos o caminho todo de volta e paramos em um dos pontos do ônibus. Não demorou 10 minutos e ele passeou. Voltamos pra Dublin com o sol ainda forte, lanchamos no KFC e voltei pra casa!

Gastos: passagem ida e volta 15,68, tour 4, chocolate quente 2,90. Total: 22,58 euros.

Anúncios

4 comentários sobre “Passeando na Irlanda: Trim Castle

  1. Bethania, seu blog é demais!
    Parabééns!

    Continue com os posts, são muito informativos e incríveis.
    Ainda estou na fase de juntar o dinheiro pro intercambio (ainda nem sei quando vou pra Dublin ao certo), mas já li todos os seus posts e estão me ajudando bastante no planejamento!

    Boa sorte por aí!
    Beijos.

    Curtir

  2. Pingback: Guia do Intercâmbio na Irlanda | Um Tempo Fora

  3. Pingback: Passeando pela Irlanda: Boyne Valley tour | Um Tempo Fora

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s