Cotidiano: diferenças Brasil x Irlanda

Deixando de lado a política, o governo, o idioma e as diferenças mais óbvias que separam o Brasil da Irlanda ou de qualquer país europeu, quero falar sobre as pequenas diferenças que percebo a cada dia vivido aqui. São coisas do cotidiano mesmo, que só percebemos quando chegamos e começamos a nos acostumar com um novo lugar. Pra dar uma ideia para aqueles que ainda estão vindo e estão ansiosos 🙂

Em algum lugar perto de Galway

Em algum lugar perto de Galway

Pubs – Os pubs e restaurantes ficam abertos o dia inteiro, servindo café, “almoço”, jantar e lanches a qualquer horário. Na maioria das cidades menores no Brasil, na minha por exemplo, que era uma capital, as opções eram bem poucas dependendo da hora!

Troco – Os caixas nas lojas e mercados sempre dão o troco mesmo que seja 1 ou 2 centavos. Já os ônibus não dão troco em dinheiro, dão um recibo e temos que trocar por dinheiro no escritório.

Ônibus – O sistema de ônibus é super moderno, não vi nenhum velho até agora, todos sem cobrador, com painéis mostrando quantos minutos faltam para cada um chegar. Nem todas as paradas têm esses painéis, mas têm sempre uma tabelinha com os horários das linhas.

Cantadas – Os homens não mexem com as mulheres na rua. Eles nem olham! Já vi várias vezes mulheres super bonitas e/ou com roupa curta passando ao lado dos caras e eles nem viram o olho pra olhar.. hahaha E nos pubs e clubs também é mais ou menos assim, acho que eles só chegam quando já beberam todas, só pode.

Chuva – Sim, aqui chove muito. Não muito de muita chuva num dia só, mas são chuvas finas e rápidas, várias vezes por dia. E ninguém deixa de sair na rua, passear, ir trabalhar, fazer compras, andar com carrinho de bebê por causa disso. Todo mundo já anda com um casaco impermeável, ou com capuz, ou com guarda-chuva. Falando em chuva, duas pessoas já me disseram “São Paulo nada, a terra da garoa é Dublin!”. O app The Weather Channel que eu tenho no celular sempre está certo então eu já me preparo para aquele dia!

Coisas baratas e caras – Nem tudo é mais barato aqui, algumas comidas são (sorvete, batata congelada pra fritar, pão, sucrilhos), mas outras são mais caras, como carne e frutas. Roupas baratas só em algumas lojas, de resto é normal ou até mais caro. Botas são mais baratas mas dependendo da época é difícil achar muitos modelos e números pra comprar.

Refrigerantes – Todos os que eu já tomei aqui (sprite, coca-cola e fanta laranja) têm o gosto um pouco diferente, geralmente menos doce. E tem vários outros tipos, como um de abacaxi, coca-cola de cereja, de baunilha. Os sucos de caixinha/garrafa a maioria são ruins, tem que escolher um que seja “100% squeezed” e não “from concentrated”.

Enlatados e congelados – Eu amo ir ao mercado aqui, porque são várias opções e com muitos produtos legais. As pizzas congeladas são ótimas, a batata palito também, e tem macarrão enlatado, sopa enlatada, feijão (mas esse eu acho bem ruim, é adocicado). Se sentir falta de um feijão normal e outras coisas que temos no Brasil, tem mercadinhos brasileiros aqui, mas são um pouco caros. Também tem muitos mercados poloneses (e de outras nacionalidades que eu nem descobri) com muitos produtos diferentes.

Cinema – Nos filmes 3D eles não dão óculos, você tem que comprar um e levar toda vez. E a pipoca é super cara.

Sorry! – A educação das pessoas na rua e em qualquer lugar é impressionante, todo mundo diz por favor, desculpa, com licença, obrigado o tempo todo, seguram a porta para o outro passar e não tem empurra-empurra em nenhuma fila. Claro que tem alguns folgados (geralmente adolescentes) que não ligam pra isso.

Café da manhã – Sim, o tradicional “irish breakfast” tem ovo frito, linguiça, feijão, tomate, só que eles não comem isso todo dia.

Almoço – As pessoas não param pra comer comida na “hora do almoço”, geralmente comem um sanduíche que trazem de casa ou compram em algum café. Acho que comida mesmo só comem no jantar.

Tulipas no Saint Stephen's Green Park

Tulipas no Saint Stephen’s Green Park

Parques – É incrível como as praças e parques são bem conservados. O povo não destrói. Até num canteiro numa rua qualquer a gente vê tulipas… os lagos têm cisnes e patos e o Phoenix Park tem veados passeando. Quem me dera em Porto Velho tivesse uma mísera praça com grama e umas florezinhas, mas isso não dura uma semana lá. Um animal então, o coitado não viveria um dia.

Dia/noite – Agora na primavera e com horário de verão, está anoitecendo mais ou menos 9:20 da noite, é muito esquisito!

Shoppings – Os shoppings fecham super cedo, umas 6 ou 6:30 da tarde! Alguns mercados fecham mais tarde e alguns são 24h, como o Centra (pelo menos o daqui perto de casa, não sei se são todos). E os shoppings não tem praça de alimentação como tem no Brasil. São alguns quiosques e lanchonetes separadas, como Burguer King, Mc Donald’s, e não todas juntas num lugar só com várias mesas.

Trânsito – O trânsito em Dublin parece funcionar bem e sem transtornos. Só vi uma batida uma vez e todos sempre respeitam o semáforo. As bicicletas (pelo que me parece) são respeitadas. Vou saber mesmo na semana que vem quando chega o meu cartão Dublin Bikes!

Por enquanto é só, observações de uma brasileira em quase dois meses de Irlanda! Se você já está aqui e achou mais alguma coisa diferente ou discorda de algum ponto, pode comentar!

Anúncios

5 comentários sobre “Cotidiano: diferenças Brasil x Irlanda

  1. Não sei se vc já descobriu, mas tem um feijão muito parecido com o feijão preto do Brasil, acho que se chama red bean que eh enlatado e conservado em água. Vc tempera como quiser. Muito bom e barato… Apesar de eu ter aprendido a comer o conservado no molho de tomate. Boa sorte pra vc por aí! Amo esse lugar ❤️

    Curtir

  2. Quem não come trigo nem leite e derivados, como eu, come o quê? Sou especialista em nutrição e minha alimentação é anti-inflamatória. Existem lojas de produtos naturais\integrais?

    Curtir

  3. Oi, Bethânia! Te vi comentando no blog do Rick e vim ver quem você era! rs
    Eu acho legal ler esses posts de diferenças culturais porque sempre tem algo que chama a atenção ou algo que você já tá tão acostumado que já nem liga mais. Você falou dos shoppings – realmente, tudo fecha muito cedo, entre 17h30 e 19h. Às quintas as lojas ficam até às 21h e algumas mais específicas, tipo as redes de fast-food, ficam até mais tarde também. Acho estranho estar tudo fechado num sábado à noite e um absurdo não ter quase nada 24h!
    Sobre o trânsito: eu pedalo aqui desde setembro e sim, as bicicletas são respeitadas. O foda é que tem muito ciclista imprudente!

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s