Andando de Ônibus em Dublin

O sistema de transporte público em Dublin é muito organizado e eficiente. Não é barato, mas aí também já seria perfeição demais! Existem três tipos de transporte: Luas, DART e Ônibus urbanos. Existem algumas diferenças entre os ônibus do Brasil que é interessante conhecer pra não pagar nenhum mico!

Confesso que fiquei com receio porque: só pode pagar com moeda, você tem que falar com o motorista onde vai pra ele dizer quanto você tem que pagar etc. Mas tudo isso foi resolvido olhando no site Dublin Bus (ou no aplicativo pra celular), basta ter o endereço ou pelo menos a rua onde quer chegar. Lembrando que cada ônibus (route) tem duas direções, como no metrô, então tem que estar atendo pra ver qual é a direção final do ônibus pra não pegar um pro lado errado!

Por exemplo, eu moro em Dublin 7 e tinha que ir para Dublin 3 (primeiro bico e primeiros euros ganhos! Êêeee!!), nunca tinha saído dessa região central então estava um pouco perdida. Mas olhando no site vi a rota completa dos ônibus, em qual parada eu tinha que subir e descer, e até quanto eu deveria pagar pela passagem. O resultado foi:

Ida: Bus 130 (a rota) – towards Castle Ave (o sentido)

Subir na parada 293 e descer na parada (bus stop) 1763.

Volta: Bus 130 – towards Lwr Abbey St

Subir na parada 1765 e descer na parada 296.

Feito isso, anotei tudo e fui para a Abbey Street, pertinho do (da?) Spire, no centro.

Peguei o ônibus 130 na parada 293. A dica sobre o pagamento é: na hora de entrar (depois de esperar todos descerem, claro), a porta é bem grande e as pessoas entram em duas filas, na da esquerda quem vai pagar em moedas e na da direita quem já tem o ticket ou vai passar o cartão. Repetindo: pagamento só com moedas!! Ou com o próprio cartão do ônibus.

O motorista fica numa janelinha e você fala pra ele a rua onde vai descer, ele diz o valor (no meu caso foi 2,60 euros) e você põe as moedas na máquina. Se o valor for a mais, você não recebe o troco, e sim um bilhete com o valor a ser devolvido e tem que ir no centro no escritório deles pra trocar. Depois de colocar as moedas, outra maquininha do lado imprime o seu ticket, é só guardar e se sentar!

Do andar de cima!

Do andar de cima!

Dentro dos ônibus tem wi-fi gratuita, então é bom até pra usar o gps e se localizar, ver quando está chegando perto do seu destino. Cada parada tem um número então dá pra ir contando até chegar onde tem que descer! Aí basta apertar o botão stop que ele para na próxima parada.

Tem algumas regrinhas tipo: não passe da linha branca no chão até o ônibus estar totalmente parado, respeite a fila na parada etc. Mas o principal é simples: dizer ao motorista a rua de destino, pagar com moedas na máquina, pegar o ticket.

Bus Stop

Bus Stop

Também em Braille

Também em Braille

<3

Outra coisa que achei bem interessante (e extremamente útil) é que nas paradas, além da placa com o número dela e quais ônibus passam ali, tem um letreiro eletrônico mostrando quantos minutos cada ônibus vai demorar pra passar!

Fora que o site funciona muito bem, e o aplicativo pra celular também, dá até informações em tempo real sobre qualquer rota.

Pra pegar o bus é como no Brasil: acenar para o motorista!

No caminho eu passei pela Clontarf Road, que vai margeando o mar! Muito bonito! E também pelo Fairview Park e pelo Saint Anne’s Park, que parecem ser lindos, qualquer hora volto lá pra conhecer.

Resumindo, achei os ônibus aqui super confortáveis, eficientes e com muita informação precisa disponível. Em Porto Velho eu passava raiva toda vez que tinha que pegar ônibus. Aqui não tive nenhum estresse com isso! Talvez nos horários de pico eles fiquem mais cheios mas até agora nunca vi ônibus lotado nem com gente em pé…

Anúncios

10 comentários sobre “Andando de Ônibus em Dublin

  1. Nossa, muito interessante as postagens do seu blog! Adorei conhecer melhor um pouco do sistema de transporte público de Dublin, porque também tinha algumas dúvidas sobre isso. Estou indo pra Dublin em Outubro, você disse no post que até já fez alguns bicos, certo? Foi difícil de conseguir? É uma das coisas que me preocupa hehe.
    Parabéns, por favor, continue sempre postando, com certeza um dos melhores blogs pessoais desse assunto.
    Bj.

    Curtir

    • OI Paulo! Olha, é verdade que tem mais gente que emprego aqui, mas eu não acho tão difícil de conseguir não. Digo para quem já tem um nível intermediário de inglês, pelo menos, ou avançado, se procurar bem consegue emprego sim. Imagino que pra quem ainda não fale nada seja bem mais complicado!

      Curtir

  2. Pingback: Guia do Intercâmbio na Irlanda | Um Tempo Fora

  3. Suas dicas são ótimas! Estou anotando tudo, pois chego por aí dia 12/6 e nao quero pagar mico. Rsrs 🙂
    Parabéns pelo blog. 🙂

    Curtir

  4. Pingback: Quanto custa estudar e morar na Irlanda? | Um Tempo Fora

  5. Discordo um pouco da parte do “organizado e eficiente”. Os ônibus começam a circular relativamente tarde e param de circular relativamente cedo, ainda mais se considerarmos que Dublin tem uma vida noturna muito agitada. A cidade é uma capital, mas não é grande o suficiente para justificar que todo o sistema de ônibus se baseie no centro. Você dificilmente consegue ir de uma lado ao outro da cidade sem ter que descer no centro e pegar outro ônibus e caso você não tenha algum cartão, precisará pagar outra passagem (que como você mesma disse, não é nada barata). Os letreiros eletrônicos não estão por toda cidade, só naqueles pontos mais movimentados (o que é compreensível). O app do DublinBus é muito legal, mas não é exclusividade da cidade (hoje em dia, com o Moovit você consegue saber os horários do ônibus em quase qualquer lugar). O LUAS tem duas linhas que (ainda) não se cruzam, o que acho um erro de planejamento absurdo! O DART não cobre a cidade, mas a costa e dependendo do seu destino final, entre um trem e outro você pode ficar mais de meia hora esperando (experiência própria) numa estação aberta que não foi pensada para um país que tem um inverno rigoroso. Nos horários de pico, embora os ônibus não fiquem extremamente cheios, você pode ficar um tempinho esperando no ponto até conseguir entrar num ônibus (os motoristas não te deixam entrar se já está cheio).
    Seu blog é muito bacana e espero que esteja gostando bastante de Dublin! 🙂

    Curtir

    • Oi Bia, obrigada pela visita e pelos comentários!
      Os ônibus até hoje não me decepcionaram, já fui algumas vezes bem longe do centro e até agora sempre achei um que parava bem perto. Mas realmente o DART e Luas são bem limitados. Estão ampliando o Luas, espero que fique pronto logo! Vou até atualizar o post com isso..

      Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s