Mochilão Peru #Dia 6 – Maras e Moray

Dia 1 (quinta) Atravessando a Fronteira

Dia 2 (sexta) Cusco

Dia 3 (sábado) City Tour em Cusco

Dia 4 (domingo) Valle Sagrado

Dia 5 (segunda) Machu Picchu

Dia 6 (terça) Maras e Moray

Depois de um dia maravilhoso em Machu Picchu e uma noite agradável em Ollantaytambo, acordamos umas 8h e fizemos o check-out no hostel La Casa del Abuelo, e saímos para tomar café. Cada um queria em um lugar diferente, e enquanto a gente tava procurando perto da praça, um cara parou o carro e perguntou se a gente ia pra Cusco, eu falei que queríamos ir a Maras e Moray e depois Cusco, aí combinamos com ele por 33 soles por pessoa (somos em 5) para sair às 10h. Nessa praça tem dezenas de motoristas então é super fácil negociar passeios para qualquer lugar.

Então nos separamos e fomos tomar café, eu e a Erika fomos para o La Esquina Cafe Bakery, bem na esquina da praça, que recomendo bastante! O lugar tem uma decoração bem legal, e só tocou música boa enquanto a gente tava lá. A Erika comeu uma empanada e um cappuccino. Eu pedi ovos mexidos com torrada e um suco de laranja (s. 12). Compramos água e um protetor labial (s. 6, um ‘genérico’ que não prestou pra nada, o da Nivea era 14 soles, e depois em Arequipa encontramos bem mais barato). Às 10h encontramos o motorista John Elvis e seguimos para a primeira parada…

Logo na saída de Ollantaytambo eu vi várias vans passando com as bikes em cima, e eu lembrei daquele passeio que subia nas montanhas e descia de bike.. que invejaaaaaaaa do povo que tava indo ::putz::

Fomos seguindo pela estrada seguindo o rio Urubamba… ahhhhhhh como o Vale Sagrado é lindo!! Nos campos onde passamos, não existem cercas, e em cada propriedade víamos as ovelhas, ou lhamas, alguns poucos bois, e um pastor ou pastora cuidando, sempre com um cachorro deitado esperando os animais pastarem… no caminho paramos o carro para tirar foto das montanhas nevadas ao fundo. Enfim chegamos nas Salineras de Maras, além do boleto turístico é preciso pagar 7 soles na portaria, seguimos por uma estradinha bem estreita, descemos um pouco e já vemos as salinas lá embaixo, tudo branco, vários poços cheios de sal.

O motorista explicou o conceito geral do lugar e nos deixou bem na entrada, descemos as escadas à pé e logo passamos por algumas barraquinhas, as mulheres oferecem um milho de vários tipos salgadinhos pra gente experimentar, tem roupas, lembranças, e saquinhos com sal e tempero pra vender. Logo chegamos nas salinas, estava um sol bem forte, e lá tudo é claro… tiramos fotos, mas não avançamos muito, ficamos ali no começo mesmo, depois subimos. Voltamos pro carro, estava bem calor nessa hora.

Pouco tempo depois chegamos a Moray, passando antes pelo povoado, e novamente uma estradinha bem estreita, onde não passam 2 carros de uma vez. Chegando lá nos terraços, que eram usados para plantação de vários tipos diferentes de milho e batata, de acordo com cada microclima. Antes de descer até os círculos, eu e a Jaque ficamos tirando fotos da paisagem em volta, é lindo! As montanhas nevadas estão mais próximas, e tinha traillers e barracas com gente acampando lá. Depois descemos e aproveitamos o vazio, não tinha ninguém lá na hora que descemos, e eu adoro esses raros momentos em que a gente fica sozinho em algum lugar muito legal ou com uma paisagem muito bonita. Aproveitamos pra tirar muitas fotos e depois subimos…

Eu sofri um pouco nessa subida! Faltou o ar, estava sol, fiquei cansada rápido… “tudo no Peru tem que ter escadas e subidas!!” era só o que eu pensava. Chegando lá em cima, voltamos pro carro e agora sim seguimos pra Cusco… paisagem linda como sempre… a gente nem piscava o olho, sempre observando tudo! Foi esfriando e o vento ficando gelado… chegamos em Cusco, pagamos o John e ele nos deixou a 2 quadras do Hostel Pariwana. Não lembro que horas eram, acho que umas 3 da tarde. Eu e a Erika fomos comer no KFC, pollo frito e papas fritas e refrigerante, dividimos um combo de 35 soles. Depois dei uma olhada nas passagens para Arequipa (nas agências perto da Plaza de Armas), e fomos ao Pariwana, nossas mochilas estavam guardadas lá desde a ida para o Vale Sagrado. Esperamos um pouco porque ainda tinha tempo, e 7:20 fomos pro terminal, lá pesquisamos a escolhemos a empresa Julsa para ir a Arequipa. Vou ficar devendo o preço da passagem porque esqueci de anotar!!

Sempre pegamos o andar de cima, que é geralmente 10 ou 20 soles mais barato que embaixo. E essa viagem foi a melhor, teve jantar (macarrão, bebida e uma sobremesa que parecia canjica) e cobertor.

No próximo post: Arequipa!

Anúncios

4 comentários sobre “Mochilão Peru #Dia 6 – Maras e Moray

  1. Pingback: Mochilão Peru #Dia 7 – Arequipa, city tour e museu | Um Tempo Fora

  2. Pingback: Mochilão Peru #Dia 8 – Vale del Colca | Um Tempo Fora

  3. Pingback: Mochilão Peru #Dia 9 e #Dia 10 – Vale del Colca e Lago Titicaca | Um Tempo Fora

  4. Pingback: Mochilão Peru #Dias 11 e 12 – o fim da viagem! | Um Tempo Fora

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s